FILDA 2019: Anglobal volta a vencer grande prémio “Leão de Ouro”


A empresa prestadora de serviços de telecomunicações e de energias “Anglobal” venceu sábado (13) de Julho, em Luanda, o grande prémio Leão de Ouro da 35ª edição da Feira Internacional de Luanda (Filda).

FILDA 2019: Anglobal volta a vencer grande prémio "Leão de Ouro"

Três anos depois de ter vencido o cobiçado prémio “Leão de Ouro”, a Anglobal que este ano apostou na diversificação dos seus produtos e na sofisticação dos seus serviços, voltou a conquistar o troféu ‘Leão de Ouro’ na 35ª edição da Feira Internacional de Luanda (Filda).

Vinte categorias e quatro menções honrosas ligadas a produtos e serviços bancários, telecomunicações e tecnologias de informação, petróleos, transportes e logística, indústria e turismo, construção civil, intermediação imobiliária, agricultura, entre outros, foram disputadas por 785 empresas.

De acordo com o presidente do conselho de administração da Anglobal, Victor Lima, o prémio representa o reconhecimento de uma trajectória que começou há 15 anos. Quanto à feira, disse ser um verdadeiro espelho do que o executivo e parceiros têm feito para que a economia do país trilhe os carris desejados por investidores nacionais e internacionais.

A Feira Internacional de Luanda é um evento multi-sectorial de exposição e de negócios que junta anualmente, desde 1983, empreendedores nacionais e de países de África, América, Europa e Ásia para expor produtos e serviços, assim como estabelecer contactos para parceiros, gerando impacto visível na Economia do país.

FILDA 2019: Anglobal volta a vencer grande prémio "Leão de Ouro"

Mais do que um marco histórico, a FILDA é um reflexo directo da evolução e desenvolvimento empresarial e socioeconómico de Angola, é indissociável falar de crescimento económico e evolução empresarial sem mencionar o contributo que desde 1983 a FILDA tem dado a Angola, com a sua dinâmica e participação de todos os agentes activos da sociedade.

A FILDA foi até 2016 organizada por diferentes Entidades gestoras, passando desde a 33ª Edição para a Gestão directa do Governo de Angola através do Ministério da Economia e Planeamento que a pretende ver integrada num projecto estratégico mais ambicioso para reforçar atractividade de Angola no panorama mundial, estimular as parcerias e sinergias entre os empresários nacionais e internacionais e activamente contribuir para uma Angola auto-suficiente e exportadora.

A 35ª edição da FILDA  contou com a participação de 21 países: Portugal, Alemanha, Indonésia, Turquia, França, Índia, China, Reino Unido, Noruega, Suécia, Suíça, Israel, Brasil, Japão, Bielorrússia, Uruguai, Macau (Região administrativa Especial da China), Itália, África do Sul, Holanda e Estados Unidos da América.

AR-Angop


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *