Estudante angolano acusado de ter desviado 1.3 milhões de dólares do Banco Central de Cuba


O director do Instituto Nacional de Gestão de Bolsas de Estudo (INAGBE), Milton Chivela informou esta terça-feira (8) de Junho, em entrevista à RNA, que um estudante angolano está a responder na justiça cubana, pelo crime de subtracção, de forma fraudulenta, de 1.3 milhões de dólares do Banco Central de Cuba.

Milton Chivela que falava à Rádio Nacional de Angola, sobre o caso do estudante angolano, Armindo Leitão Jeremias, que está a ser acusado, pela justiça cubana, de ter assassinado, um professor em Cuba, revelou, sem adiantar a identidade do mesmo, que há um outro bolseiro que está, igualmente, a responder na justiça cubana.

Publicidade

O angolano está a ser acusado de subtracção, de forma fraudulenta, de 1.3 milhões de dólares do Banco Central de Cuba.

Sobre este caso, Milton Chivela adiantou que o estudante em causa, supostamente, usou as fragilidades informáticas do sistema bancário cubano para a concretização da acção criminosa.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

Um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  1. Temos de estar atualizado no que fazem e no que fizemos de bom e de mau