Detidos presumíveis culpados do assalto à carrinha na via expressa


A gangue que supostamente assaltou  a carinha de uma empresa de bebidas, que transportava 8 milhões de Kwanzas, na via expressa e matou o motorista que conduzia a viatura , foi detida pelo SIC.

O serviço de Investigação Criminal(SIC), apurou que os acusados, arquitetaram o plano com a ajuda de um segurança que trabalhava na empresa e que horas antes do acto reuniram-se em um local próximo ao armazém onde tivera sido colocado o dinheiro na carrinha.

Publicidade

Um vídeo sobre o ocorrido tornado público no dia 9 de Agosto, mostra o momento em que a gangue entrou em ação. Os seguranças que transportavam a viatura tentaram resistir ao assalto e um deles acabou por perder a vida.  Os meliantes roubaram o dinheiro e puseram-se em fuga, mas um deles faleceu depois da troca de tiros entre o grupo e os seguranças.

O Serviço de investigação criminal (SIC), encontrou sob a posse da gangue, 1 milhão de Kwanzaa, motorizadas, telefones e armas de fogo. Os homens confessaram que parte do dinheiro entre 150 a 200 mil, foi usado para pagar “Quimbandeiros”, de formas a garantir que não fossem detidos.  Outra parte do dinheiro foi gasto em compras de habitações na província de Benguela, Cubal, roupas, bebidas e motorizadas.

 

Por: Stela Quilalo


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *