Angolanos retidos na África do Sul regressam sábado ao país


O ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Pedro Sebastião, garantiu nesta segunda-feira (11) de Janeiro, que os cidadãos angolanos que se encontram retidos na África do Sul desde Dezembro, regressam ao país no próximo sábado.

Durante a conferência sobre as novas medidas do Decreto Presidencial, no âmbito  da Situação de Calamidade Pública, que vigora desde a meia noite de ontem, Pedro Sebastião esclareceu que dos 1.359 cidadãos retidos África do Sul, 910 estão em Johanesburgo e 449 na Cidade do Cabo.

Publicidade

O ministro informou ainda, que em Luanda estão 866 passageiros em trânsito que pretendem viajar para a África do Sul, tendo este esclarecido que a retenção dos passageiros nos dois países se deveu às medidas impostas face à nova variante do Sars-Cov2.

Já sobre as novas medidas do Decreto Presidencial sobre a Situação de Calamidade Pública, o ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, referiu que a cerca sanitária na província capital vai continuar e fica proibida a transladação internacional ou interprovincial de cadáveres cuja causa da morte seja a Covid-19.

Pedro Sebastião acrescentou que os serviços públicos vão funcionar das 8 às 15 horas com a presença de 75 por cento da força de trabalho. E a partir do dia 18 de Janeiro, vai ser permitida a presença de público nas competições desportivas federadas, desde que não ultrapasse 10 por cento da capacidade do recinto.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *