Sexo oral em excesso aumenta risco de cancro da boca


Um novo estudo provou que a prática excessiva de sexo oral, durante a juventude, pode aumentar o risco de se desenvolver cancro da boca.

Segundo os investigadores, foi apurado que o risco de cancro da boca e da garganta está relacionado ao Vírus do papiloma humano (HPV), afetar a zona do meio da garganta, incluindo a parte de trás da língua, as amígdalas e o véu palatino.

O estudo diz que os homens são até quatro vezes mais propensos a desenvolver cancros relacionados ao HPV.

Publicidade

A idade foi outro factor de risco apresentado durante o estudo. Os investigadores alertam ainda que jovens que tiveram parceiros sexuais mais velhos possuem também maior probabilidade de sofrer com a doença (HPV).


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *