Os actores angolanos que ‘dão cartas’ nas telas internacionais


71 partilhas

Nos últimos tempos, os actores angolanas têm estado na ‘boca do mundo’, nomes sonantes do universo da representação angolana como Fredy Costa, Matamba Reis Joaquim, Paulo Pascoal, Silvio Nascimento e Pedro Hossi, reconhecidos pelo talento e profissionalismo, têm merecido a confiança das maiores cadeias televisivas de Portugal e não só, nomeadamente a SIC e a TVI, com personagens que conquistaram o coração dos angolanos e portugueses. 

 

Fredy Costa 

Publicidade

São nomes que dispensam apresentações como o do internacional Fredy Costa, actor de 38 anos, iniciou a sua carreira ainda como modelo em desfiles para a agência Mangos, o que levou ao seu envolvimento com a TPA, e tornar-se num actor ao estrelar a novela “Revira Volta”, ganhou as telas internacionais após ter participado em 2014 no drama “O Caçador” (2014) e “I Love Paraisópolis” (2015) da gigante rede Globo e na super-produção da TV Record intitulada “Apocalipse”.

Actualmente a residir em Portugal, Fredy Costa também já participou em dramas portugueses da SIC e TVI como “A Única Mulher”, “Ouro Verde”, e bem recente em “Quer o Destino” e ao mesmo tempo “Terra Brava”.

Silvio Nascimento

O menino do Lubango, Sílvio Nascimento deu inicio a sua carreira artística ainda no teatro aos 7 anos, no grupo teatral “Os Vozes Soltas”, profissionalmente. Mas foi em 2008, quando entrou para o grupo Henrique Artes que começou a internacionalizar os seus trabalhos com a peça “Hotel Komarka” desbravando o mundo com o seu desempenho artístico viajando por Cabo verde, Brasil, Portugal, Moçambique , África do Sul e Estados Unidos da América. Tendo ainda participado em oficinas em Nova York e Miami Beach com a companhia de Curtis Ballard e em comunidades brasileiras.

Sílvio Nascimento entrou para o cinema depois do Casting em 2008 no filme “Reduzidos a Nada”, de Jack Caleia e Divua António, em 2009 fez o “Filme Assaltos em Luanda 2” de Henrique Narciso ‘Dito’. Em 2013 fez o filme e série “Njinga Rainha de Angola” com o personagem Kasa Cangola com o qual venceu o seu primeiro prémio internacional de cinema em Jakarta.

Entre outros projectos como Jikulumessu, Silvio Nascimento, que também apresentador do programa “Bem Vindo” ao lado da actriz Nádia Silvia da RTP Africa, tem uma carreira de invejar, já deu vida a personagens marcantes como Chico Guedes, na novela da SIC “Vidas Opostas”, “Amor Maior”, no Talk Show do cantor C4 Pedro “The Gentleman”.

Pedro Hossi 

Um dos actores angolanos de sorriso envolvente com pergaminhos na representação. Em Portugal, Pedro Hossi, duas vezes vencedor dos Troféus Moda Luanda na categoria “ Melhor Ator”, estreou-se na novela da SIC “Coração D’Ouro”, ao lado do colega de profissão, o actor angolano Paulo Pascoal, mas já tinha mostrado seu potencial na novela “Jikulumessu”, que deu muito que falar ao protagonizar o primeiro beijo homossexual da televisão nacional, que causou um grande polémica ao angolanos e chegou a levar a suspensão da novela.

Ainda na SIC vestiu-se de Hadja em “Ouro Verde”, depois gravou para a TVI na novela “A Herdeira” em 2018 e “O valor da Vida”, com o papel do Inspector Carlos Brito.

Embora tenha dado os primeiros passos na representação com o teatro, Pedro Hossi tem no currículo o papel principal do filme mexicano “Borderlind” ou “Man and Woman”, trabalhou com actores de renome como Ed Harry, em “Phantom: Submarino Fantasma” e ainda em “O Grande Kilapy” de Zezé Gamboa, ao lado de Lazaro Ramos.

O actor angolano recentemente escreveu o nome de Angola na Netflix, com a sua particpação no filme “Sergio”, onde interpretou o político Xanana Gusmão, ao lado do actor brasileiro Wagner Moura, cubana-americana Ana de Armas, Brían F. O’Byrne, Clemens Schick, Garret Dillahunt e Will Dalton. A longa metragem retrata a vida do diplomata Brasileiro Sérgio Vieira de Mello, que foi morto durante um ataque de bomba à sede da ONU em Bagdade, em 2003.

Paulo Pascoal

Paulo Pascoal é certamente um dos artistas mais versáteis de Angola. É músico, modelo, actor e carrega um currículo invejável dentro de todas estas áreas. Como modelo, sempre foi bem sucedido, atingiu grandes patamares, chegando mesmo a viver três anos em Nova Iorque devido ao interesse de vários estilistas americanos que queriam ver o angolano a desfilar para as suas marcas.

A viver actualmente em Portugal, já trabalhou para grandes produções como a série portuguesa “Voo Directo”, na novela  “Coração de Ouro” ao lado de Pedro Hossi, e num episódio da série “Power Rangers Operation Overdrive”.

No cinema, Paulo Pascoal faz parte do elenco do longa-metragem do filme brasileiro do produtor e diretor Halder Gomes, “Vermelho Monet”, ao lado de Matamba Joaquim e da actriz brasileira Maria Fernanda Cândido.

O actor passou ainda na primeira temporada de sucesso do programa “A Tua Cara Não Me É Estranha”, conduzido por Dicla Burity, um talent show produzido em mais de 40 países, como Portugal, Estados Unidos, Brasil, Espanha, Reino Unido ou China, e contou com a participação de Yasmine, Solange Hilário e Badoxa, com ‘imitações’ brilhantes de cantores internacionais, tendo Pascoal ‘roubado’ a cena com a imitação de Titica.

Matamba Reis Joaquim 

Um actor e contador de histórias formado em Angola com o Curso de Teatro pelo Instituto Nacional de Formação Artística, e que se estreou nos palcos em Luanda. De Angola para o Mundo, Matamba Joaquim já participou em diversas peças de teatro, curtas e longas-metragens, novelas e spots publicitários.

Em seu portfólio regista-se a sua participação na peça “Os Negros”, os filmes “Comboio de Sal e Açúcar”, do Licínio de Azevedo, primeiro filme moçambicano pré-indicado para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, ainda “A Ilha dos Cães” e “Amor Maior”.

Gravou ainda “Um Animal Amarelo”, um filme do realizador brasileiro Felipe Bragança, que decorre entre Brasil, Portugal e Moçambique. Na história, Matamba Joaquim deu vida ao segurança Cesarino Boavida.

Joaquim fez parte em 2018, do elenco da novela portuguesa produzido pela TVI “Valor da Vida”, ao lado dos actores brasileiros Marcelo Anthony, Thiago Rodrigues, Carolina Kasting, Adriano Toloza, Thaiane Anjos, Cassiano Carneiro. A mesma foi escrita por Maria João Costa, e gravada entre Guimarães , Brasil e Líbano.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

71 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *