Programa MultiChoice Africa Accelerator apoia start-ups e pequenas empresas do sector tecnológico


Após o êxito do MultiChoice Africa Accelerator Programme, que garantiu 16 milhões de dólares americanos (USD) de financiamento para seis start-ups sul africanas no ano passado, o programa foi alargado para mais oito países africanos, nomeadamente Angola, Costa do Marfim, Senegal, Nigéria, Gana, Quénia, Zâmbia e Etiópia.

Foto: DSTV

O MultiChoice Africa Accelerator Programme, é uma iniciativa do MultiChoice Innovation Fund (Fundo de Inovação da MultiChoice), em colaboração com a incubadora de empresas C3 (Companies Creating Change) do Dubai, que oferece aos empreendedores acesso às ferramentas, competências e apoio financeiro para as empresas desenvolverem e expandirem os seus negócios, além de expô-los a uma rede de investidores globais. O programa é destinado a start-ups e pequenas empresas estabelecidas em sectores tecnológicos específicos – healthtech, agritech, fintech, edutech, economia circular e indústrias criativas.

Para tornar esta iniciativa ainda mais eficaz, o Grupo MultiChoice fez também, uma parceria com a EOH Group, uma empresa sul-africana especialista em serviços de tecnologia, que trará a sua experiência, especialmente em termos de consultoria técnica, foco no desenvolvimento de projectos e apoio técnico.

Para Calvo Mawela, CEO do Grupo MultiChoice acredita que as PMEs nos sectores de tecnologia, sustentabilidade e criatividade serão fundamentais para a próxima fase do crescimento do continente e esta iniciativa destina-se a encontrar as start-ups mais promissoras e capacitá-las para desempenharem este papel tão crítico.

“Estamos muito entusiasmados por expandir o MultiChoice Africa Accelerator Programme para mais países africanos, faz parte do nosso compromisso de longo prazo com o crescimento e multiplicação do potencial tecnológico. Existe um talento empresarial incrível no continente e esta iniciativa é uma excelente oportunidade para investidores e pequenas empresas colaborarem e multiplicarem o impacto desse talento e dispersar por todo continente” garantiu Mawela.

Tendo começado na África do Sul, no ano passado, a iniciativa, destina-se a empresas estabelecidas, que já estão em operação e procuram crescer através da atracção de mais investimentos.

O Presidente do African Development Bank, Dr. Akinwumi Adesina, observou anteriormente que o sector privado é um acelerador de crescimento, e várias nações africanas apoiam o desenvolvimento de pequenas empresas como parte da sua estratégia económica. O MultiChoice Africa Accelerator encaixa-se nesses objectivos de desenvolvimento.

Um maior número de pequenas empresas do sector do sector tecnológico no continente tem agora a oportunidade de beneficiar do programa, edição 2023, que fornece as competências e oportunidades necessárias para atrair financiamento empresarial.