Sílvio Nascimento indignado com o facto de Jada Smith produzir série sobre Rainha Njinga para Netflix


O actor angolano Sílvio Nascimento, mostrou-se indignado nesta quinta-feira, 02 de Setembro, pelo facto da actriz e produtora norte-americana Jada Smith, produzir uma serie documental, que relata a história de rainhas africanas, como Cleópatra e Njinga Mbandi.

A informação de que a Netflix encomendou em série  documental africana, foi passada pelo site americano Deadline. Mas parece que o actor angolano Silvio Nascimento não gostou da ideia, o mesmo partilhou no seu Instagram, uma espécie de nota de repúdio, reprovando, e questionando aos internautas, sobre o facto de uma série africana ser produzida por americanos que desconhecem a história dos africanos, e principalmente indignado pelo facto dos africanos aplaudirem a suposta iniciativa, depois dos mesmos destratarem o filme ” Njinga rainha de Angola”.

Publicidade

“Estamos mesmo preparados para ouvir verdades ou vamos deixar uma vez mais sermos roubados e que contem as nossas histórias  sob o ponto de vista deles? Vejo aplausos efusivos porque os Americanos vão levar-nos a Netflix com o documentário do Will e da Jada Smith, mas foram os mesmos irmãos que npos destrataram, espezinharam o file Njinga Rainha de Angola”. Escreveu o actor.

Sílvio Nascimento, abordou ainda sobre a questão do filme angolano Njinga não ter tido o reconhecimento  da Netflix ou outras plataformas de streaming’s, que hoje está interessada em produzir um documentário africano, apropriando-se da cultura, e distorcento a verdadeira essência africana, o actor realçou ainda que fica triste pelo facto do povo angolano não valorizar o que é seu.

“A Netflix e outras plataformas há anos que têm conhecimento sobre o filme Njinga, houve até conversas de promoção do filme, o mesmo foi há Hollywood a vários festivais de cinema, vão ganhar com o nosso produto, desde os nossos valores culturais, e p irmão Angolano vai promover e desdenhar uma vez mais o seu. Triste já não fico, mas o nosso problema é espititual, que saibamos bem disso, Angolano não valoriza o seu, e isso não pode ser normal”, disse Sílvio.

A publicação rendeu vários comentários, dentre eles várias figuras públicas, como: Lesliana Pereira que interpretou a rainha Njinga no filme angolano, a actriz e apresentadora Micaela Reis, a empresária Isabel dos Santos.

“A questão da apropriação cultural é uma tema, nossa historia contada sob o ponto de visata do outro. Sento que as grandes plataformas com a Netflix faxem questão de deixar claro, “não temos interesse em conteúdo produzido Localmente. Comentou”, Lesliana Pereira.

“Disseste tudo”, concordou Micaela Reis.

‘Tens Razão’, comentou a empresária Isabel dos Santos.

Por: Eucadia Ferreira

 


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *