Sub-chefe da polícia morto por marginais na porta de casa


395 partilhas

O II sub-chefe da Polícia Nacional na Divisão do Cazenga, João Santos Adão Francisco, de 49 anos, foi morto com disparo de arma de fogo perto de sua casa, após ser surpreendido por dois marginais, no bairro dos Correios, em Luanda.

O facto aconteceu após ter estacionado o carro dentro de casa, e saído em seguida para buscar seu animal de estimação que estava na parte de fora da residência. Na saída foi surpreendido pelos marginais que dispararam contra si.

Publicidade

“O menino que vivia com ele ouviu o cão a ladrar muito e saiu para ver o que se passava. Encontrou o portão aberto e a poucos metros de casa estava o pai e dois homens em troca de palavras. Depois de atirar uma pedra contra os meliantes, o menino teve a resposta de dois disparos, tendo um atingido o portão de casa, e o outro sido feito para o ar, o que fez com que se pusesse em fuga”, afirma  a testemunha.

A mesma fonte disse ainda que a vítima chegou a ser socorrida, mas que veio a falecer 3o minutos depois. “Assim que os meliantes se puseram em fuga, o menino gritou por socorro, os vizinhos apareceram e João foi levado ao Hospital, onde veio a conhecer a morte, trinta minutos depois, porque a bala era incendiária”, acrescentou, Vânia.

 

Por: Júlio Dos Santos


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

395 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *