Bolseiros no Exterior: Subsídios serão transferidos directamente nas suas contas


7 partilhas

A ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Sambo, anunciou nesta segunda-feira (18) de Maio, no decorrer de um encontro com deputados da  3ª comissão da Assembleia Nacional que serviu para analisar a situação dos bolseiros no exterior, que os subsídios dos estudantes passarão a ser transferidos directamente nas suas respectivas contas.

De acordo com a ministra, o dinheiro será depositado numa conta no BPC e transferido directamente para a conta dos estudantes, de modos a evitar os constrangimentos que se tem verificado. O ministério vai com isso suspender os pagamentos por via do Sector estudantil da Embaixada.

O objectivo é acabar com a demora dos pagamentos, explicou a responsável que revelou também que o Estado Angolano disponibiliza todos os meses mil milhões, 451 milhões e 812 Kwanzas para o pagamento dos complementos de bolsas de estudo para estudantes que se encontram no exterior do país.

Explicou que as cotas referentes aos meses de Janeiro a Abril foram todas emitidas em moeda nacional, sendo depositados os valores  no Banco de Poupança e Crédito (BPC) encarregue de proceder à transferência em divisas para os bolseiros no exterior.

Este procedimento tem enfrentado alguns constrangimentos devido à fraca disponibilidade do BPC, o qual até a actualidade apenas conseguiu efectuar as operações  referentes ao mês de Janeiro, facto  que  tem  originado o atraso do pagamento dos subsídios de bolsa.

Com o intuito de resolver esta questão, o INAGBE decidiu enviar os montantes referentes aos meses de Março e Abril  para o Banco de  Comércio e Indústria ( BCI),  esperando-se  que esta instituição bancária tenha maior capacidade para efectuar pagamentos com maior celeridade.

Actualmente, fora os bolseiros internos, o INAGBE controla  dois mil e 566 bolseiros dos quais 41 por cento são do sexo feminino.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

7 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *