Quantcast

Pais que trabalham demais influenciam negativamente no comportamento dos filhos?

0
iPixel – Leaderboard

Não é novidade que alguns trabalhos consomem mais tempo que os outros. Faz parte do quotidiano de muitos angolanos e não só, a rotina diária em que o convívio com os filhos não é propriamente uma prioridade. Por esta razão, surge a questão: Pais que trabalham demasiado influenciam negativamente no comportamento dos filhos?

Todos os dias vários pais saem de casa muito cedo e regressam muito tarde, o que acaba por comprometer a aproximação e acompanhamento familiar. Apesar de muitos progenitores alegarem que todo esforço e sacrifício que fazem é para proporcionar melhores condições de vida aos filhos, para outros não muda o facto da ausência ser um factor de influência negativa.

Será mais importante para o melhor crescimento dos filhos ter condições financeiras para comprar tudo que se quer ou tempo suficiente para conviver e trocar afecto com os pais? Segundo alegações de algumas pessoas, videogames e outros objectos de última geração, apesar de serem as vezes muito atractivos não conseguem suprir a necessidade que os filhos têm de passar mais tempo perto dos pais.

Uma das influências negativas do trabalho excessivo dos encarregados de educação que se pode evidenciar é a geração nos filhos da mentalidade de que “querer é poder”. Com a ausência dos pais, os filhos acabam por achar que têm domínio total da sua vida e que podem tomar todas decisões, tudo porque não têm o controle devido por parte de quem é de direito.

 

Deixe a sua opinião!

Partilhe.