“Angola pode ficar sem feijão”, alerta directora do Centro de Botânica da UAN


A fabaceae, família dos feijões, é uma das 25 espécies de plantas sob ameaça de extinção em Angola, devido a pragas, queimadas e outras acções nocivas anunciou hoje, terça-feira (22), em Luanda, a directora do Centro de Botânica da Universidade Agostinho Neto, Esperança Costa.

De acordo com a Angop,  Esperança Costa abordava o tema Plantas Ameaçadas de Angola: Estratégia de Conservação, na Conferência Internacional da Biodiversidade, que decorreu hoje em Luanda.

Para a botânica, esta ameaça está ligada a elevada perda da biodiversidade que se observa a nível nacional e internacional no geral, resultante também da invasão humana aos seus ecossistemas.

Na zona da África Austral encontram-se 97 espécies de plantas ameaçadas de extinção, um número que preocupa os pesquisadores – afirmou a especialista que abordou o tema por ocasião do 22 de Maio, Dia Internacional da Biodiversidade.

Segundo Esperança Costa, esses dados estão a ser investigados desde 2002 e requerem medidas urgentes para impedir o agravamento da situação nos  próximos anos.

Para salvaguardar as espécies em extinção, a directora explicou ser necessário proteger a fauna e a flora nacional, principalmente os mangais, assegurar a conservação as espécies e a sua protecção.

Esperança Costa afirmou existir trabalho para reverter o quadro, com o fomento da preservação das espécies.

Apesar de alertar para o facto de algumas espécies estarem em extinção, lembrou que novas têm surgido dentro do território nacional.

As nossas equipas em colaboração de outras entidades internacionais estão a estudar para saber os benefícios que as novas plantas podem trazer – adiantou.

O Dia Internacional da Biodiversidade, proclamado pelas Nações Unidas, comemora-se a 22 de Maio, com o objectivo de aumentar o grau de consciencialização e conhecimentos acerca da biodiversidade.

 

Angop

PUB

Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *