1° Edição dos “Prémios Tigra com Garra” destaca talentos de jovens angolanos


A primeira edição dos “Prémios com Garra”, uma iniciativa da “Tigra”, marca do grupo Refriango, premiou neste sábado, 08 de Outubro, numa gala que decorreu no Hotel Epic Sana, jovens angolanos que se destacam na sociedade pelo seu diferencial e ideal, nas categorias de Saúde, Música, Ambiente e Serviços Públicos, Artes e Pinturas, Desporto, Ciência Tecnologia e mundo digital.

Depois de um processo de seleção e votação, Yeda Morgado, e Danilo Castro da dupla os “Hanormais”, apresentaram ao público os 24 candidatos escolhidos pelo júris, e ficaram a conhecer os 6 Vencedores que levaram para casa um prémio de 1 milhão de Kwanzas.

Publicidade

O primeiro vencedor dos prémios Tigra com Garra foi Hélio Buite artista plástico visual.

Emocionado Hélio contou que não é todos os dias que alguém reconhece o seu trabalho, já que supostamente é um artista anónimo, agradeceu ao público por ter sido o escolhido.

“Eu nem sei o que dizer, estou emocionado, é muito bom ver que ainda existem empresas que reconhecem o nosso trabalho, muito obrigado a Tigra e ao público que votou”, disse.

Na Categoria Meio ambiente e serviços públicos o escolhido pelo público foi ambientalista Márcio Futuramente o Anormal.

O prémio Saúde ficou para Shayah Malhi, fisioterapeuta que se dedica A lutar para A inclusão social de crianças e adultos com suficiência.

Na área de Desporto Rui Castro e Silva foi o sortudo. O candidato fez saber que  treina Jiu JItsu desde muito novo é atualmente formador.

Para categoria de Ciência tecnologia e mundo digital, o vecencor é Usiel Gonçalves, o mesmo disse para o  Angorussia que  é mentor do Projecto explorer Angola, uma iniciativa que visa fomentar o turismo no país, impactando vidas de pessoas, e criando estratégia para outra fonte de renda.

Um facto bastante curioso sobre Belmiro Silva que levou 1 milhão de Kwanzas pela categoria música, é que por ser o dia do seu aniversário, o jovem talentoso dedicou uma canção a sua família, e contou que tem o sonho de os proporciona-los uma vida melhor.

Para Surpresa de todos, além dos seis milhões de kwanzas, distribuídos para as seis categorias, a júri também preparou um prémio especial, denominado “Eu sou fera”, para qualquer um dos vencedores, e o sortudo foi Edilson que levou para casa também um milhão de Kwanzas.

Sobre a ideia fantástica de valorizar talentos angolanos, uma das mentoras do projecto “Tigra com Garra”, Tânia, contou que o plano foi criado para dar voz a jovens que se destacam pelo seu talento, e posteriormente dar a conhecer as a sociedade acerca da sua existência.

“Criamos esse projecto para dar voz a jovens talentosos, e apresentá-los ao mundo para que saibam que ainda existem pessoas comprometidas com o bem estar, socia, e com o objectivo de deixar o mundo melhor”, explicou.

Tânia frisou também que  pretendem continuar com o projecto e alerta aos jovens para que preparem seus conteúdos. A segunda edição dos “Prémios Tigra com Garra”  está marcada para 2022.

Além dos valores monetários, os candidatos também tiveram direito a um troféu, um cabaz Tigra, formações,  um acompanhamento de capacitação e mentiria nas diferentes áreas.

 

Por: Eucadia Ferreira


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *