Rússia poderá proibir produtos da Apple


Desde que Tim Cook, o CEO da Apple revelou publicamente ser homossexual têm sido muitas as notícias que dão conta do mal-estar que tal revelação causou na Rússia. Agora, o receio é de que os produtos da marca criada por Steve Jobs sejam interditos ao mercado russo, o que pode causar graves prejuízos nas contas da tecnológica norte-americana.
apple
 O CEO da Apple, Tim Cook, revelou na semana passada que é homossexual. A notícia foi bem recebida no geral, com muitas pessoas a felicitarem o empresário pela coragem de se revelar publicamente.
Contudo, há um país em especial que não só não gostou da revelação como tem tomado diversas atitudes que vão contra a Apple e o seu CEO homossexual.

Aquando da revelação, membros do governo russo quiseram que Tim Cook fosse impedido de entrar no país, acusando-o de “ter feito um apelo público à sodomia”. Depois foi retirado um painel de homenagem a Steve Jobs com os responsáveis a alegarem que “a propaganda gay e outros tipos de perversão sexual entre menores são proibidos por lei”.

Agora, chega a notícia de que os produtos da Apple poderão deixar de ser vendidos no país, uma vez que deverá ser aprovada uma lei que proíbe qualquer dispositivo de se conectar ao iCloud. Esta medida surge porque as autoridades russas não têm controlo sobre os servidores do iCloud, pois estes estão têm sede nos Estados Unidos.

 

Publicidade

Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *