Presidente da República admite que o País não tem uma ensino de qualidade


O presidente da República João Manuel Gonçalves Lourenço, admitiu nesta terça-feira, 31 de Agosto, que o País não tem um  ensino de qualidade , enquanto tecia algumas considerações durante a tomada de posse do novo membro do Conselho da República nos assuntos académicos.

O Presidente da República, admitiu que é preciso trabalhar  na qualidade do ensino, ao invés de se preocupar com o número de alunos inscritos, e sobre o académico Filipe Zau, o Chefe de Estado justificou o convite com a necessidade de impulsionar o desenvolvimento do país na área da Educação.

Publicidade

“Todos nós reconhecemos que não temos um ensino de qualidade, precisamos de trabalhar, dar este passo, passar da quantidade dos números de alunos matriculados e começarmos a prestar atenção para a qualidade do nosso ensino”, declarou o PR.

O governante também sublinhou que nos últimos anos a sociedade está perder os valores morais, e  destacou o papel da Igreja no resgate dos mesmos.

“Tratar-se de uma luta de toda a sociedade, na qual a Igreja se encontra na linha da frente”, sublinhou.

João Lourenço disse ainda que, escolheu a jornalista Suzana Mendes, para membro do Conselho da República, por entender que “não existe democracia sem liberdade de pensamento, de expressão e de imprensa”.

“E pensamos que a jovem que foi indicada representa bem a classe jornalística e a necessidade da defesa desses princípios que a nossa Constituição consagra”, concluiu.

Por: Eucadia Ferreira


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *