Polícia Nacional detém funcionário da saúde que vendia cartões de vacina contra covid-19 a pessoas não vacinadas


Um funcionário de um centro de vacinação identificado como Lourenço Domingos Bento, de 48 anos de idade, foi detido em Luanda por suspeitas de falsificar cartões de vacinas contra a covid-19, tendo sido encontrados na sua posse 17 cartões já preenchidos e uma quantia monetária.

De acordo a Polícia Nacional, o homem, fisioterapeuta e funcionário do Ministério da Saúde há 12 anos, dedicava-se há cerca de dois meses a esta prática, e no acto da apreensão tinha em sua posse 17 cartões já preenchidos da covid-19 com os respectivos códigos de barra e cinco cartões ainda não preenchidos, bem como uma quantia de 143.200 kwanzas.

Publicidade

O Porta-voz do Comando Provincial de Luanda, Nestor Goubel, adiantou que o suspeito que prestava serviços de “mobilizador” no centro Paz Flor, confessou o crime depois de ter sido denunciado pela coordenadora do centro de vacinação.

“Nesta altura decorrem diligências para se apurar mais informações e encontrar mais elementos envolvidos nesta prática”, disse o responsável, acrescentando que o suspeito vai ser presente ao Ministério Publico para aplicação da medida de coação.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *