Pastor acusado de manter relações sexuais com 6 jovens da sua congregação


314 partilhas

 O caso ocorreu no bairro da Sokola no município do Cazenga em Luanda, noticiou nesta quinta feira (4), a Rádio Nacional de Angola (RNA). O pastor António Mensageiro, de 37 anos, lider da Igreja  “Pentecostal Rocha de Libertação”, está a ser acusado de ter se envolvido sexualmente com seis jovens que normalmente participavam do grupo da vigília. 

Pastor acusado de manter relações sexuais com 6 jovens da sua congregação

De acordo com a RNA, tudo aconteceu quando o pastor convidou as jovens para participar de uma vigília realizada no monte, as vítimas não contavam a verdadeira intenção do pastor que seria de apalpar os seus órgãos genitais, sendo ameaçadas pelo mesmo e temendo pelas suas vidas e das famílias, as raparigas mantiveram-se caladas por quase um ano.

“Ele ameaçou-me e disse se por ventura eu não aceitar isso vou morrer ou a minha família na parte paterna como na parte materna vai morrer, e eu cedi com que me fizesse o que fez”, confessou uma das vítimas.

Ainda não satisfeito, o pastor tentou assediar outra jovem de 18 anos que também fazia parte do grupo que participava da vigília e que conta a sua história.

“Ele dizia se nós não cedermos que ele corte os pelos púbicos, para introduzir o dedo com azeite, e em outras meninas ele introduzia com sabonete e a quem não cedesse ele afirmava que são bruxas”.

Depois das vítimas terem dado a conhecer aos pais, o caso foi levado ao comando municipal da polícia do Cazenga, onde o pastor esteve detido durante 5 dias e posteriormente solto. O pai de uma das vítimas, João Fortunado inconformado  com a situação diz que, não concorda com a forma comoo o processo está a decorrer.

A Rádio Nacional de Angola foi ao encontro do acusado, o mesmo não aceitou dar a voz em relação as acusações. O suposto acusado de cometer crime de violação a seis jovens, tendo facto acontecido a um ano, expulsou funcionários da igreja alegando que estão ligados a prática de feitiçaria.

 

 

 

 

 

Por: Manuela Hália


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

314 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *