Quantcast

Obama “chora” em discurso de despedida e mostra-se orgulhoso da família que tem

0
iPixel – Leaderboard

O presidente Barack Obama fez em companhia da família o seu último discurso como líder dos EUA, nesta terça-feira (10) de janeiro, ao  vivo para todo o mundo, em  McCormick Place, Chicago,  onde fez um balanço dos seus oito anos na Casa Branca, exaltou a diversidade, falou que o racismo é uma ameaça à democracia e mostrou claramente o quão orgulhoso é da família. 

O evento foi realizado no mesmo local aonde comemorou à liderança em 2009  e  fez o discurso da vitória. Ao chegar no local Obama teve uma recepção invejável, o democrata foi recebido com bastante aplausos, assobios, elogios… Por isso, ao começar e relatar, agradeceu “Hoje é minha vez de dizer obrigado. Todos os dias aprendi com vocês, vocês fizeram de mim um presidente melhor  e fizeram de mim um homem melhor”.

Dos diversos temas que abordou, Obama enfatizou índices positivos conquistados ao longo destes oito anos como a criação de empregos, e redução de pobreza, além de avanços internacionais como o acordo nuclear com o Irão e o novo programa com Cuba.

“Estas conquistas foram vocês que conseguiram. Vocês foram a mudança e responderam a esperança das pessoas. Agora os Estados Unidos é um lugar melhor e mais forte do que quando começamos”.

Ao decidir falar em Chicago, Barack  quebrou uma tradição de seus antecessores que o fizeram na própria Casa Branca, mas, o presidente justificou que foi em Chicago onde fortaleceu sua carreira política e principalmente porque  foi lá onde conheceu sua mulher Michele a mãe de suas duas filhas Sasha e Malia.

“Michelle, nos últimos 25 anos você foi não apenas minha mulher e mãe de minhas filhas, mas minha melhor amiga”.

Deixe a sua opinião!

Partilhe.