Lula da Silva solidariza-se com família angolana e actores brasileiros vítimas de racismo em Portugal


Após repercussão do acto de ‘racismo’ ocorrido recentemente em Portugal, com uma família angolana e com os filhos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, o ex-presidente do Brasil, Lula da Silva, compadeceu-se e aproveitou endereçar o seu apreço às vítimas.

O ex-estadista brasileiro, Luís Inácio Lula da Silva, usou o seu perfil oficial do Twitter para pronunciar-se sobre o assunto, e destacou que nenhum progenitor gostaria de ver os filhos em situações do género.

“Nenhuma mãe ou pai merece ver os seus filhos sendo vítimas de xingamentos racistas. Minha solidariedade a Giovanna Ewbank, Bruno Gagliasso, sua família e também aos turistas angolanos que sofreram ataques racistas ontem. Vamos construir um mundo sem racismo”, escreveu Lula.

Vale recordar que o casal brasileiro, Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, mostraram-se devastados com a situação, e durante uma entrevista ao programa “Fantástico”, a actriz confessou ter reagido de imediato, ao dar uma “bofatada” contra a acusada.