Faz hoje um mês desde que se calou a voz do ex-Presidente José Eduardo dos Santos


No dia 8 de Julho do corrente ano, a nação angolana chorava pela morte do ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos. E hoje segunda-feira (8) de Agosto, faz  um mês desde que se calou a voz de um filho da pátria, JES morreu vítima de doença prolongada, após ser internado nos cuidados intensivos de um hospital em Barcelona.

Nascido aos 28 de Agosto de 1942, em Luanda, o engenheiro José Eduardo dos Santos, serviu os angolanos enquanto estadista, de 1979 a 2017, tendo falecido numa sexta-feira, pelas 11h10 do dia 8 de Julho, na Espanha, aos 79 anos de idade.

No dia 11 de Março de 2016, o ex-estadista anunciou que deixar a carreira política em 2018, ano em que completaria 76 anos. Porém, acabou por deixar o cargo em Setembro de 2017, sendo sucedido por João Lourenço actual Presidente da República.

Após ter sido anunciado o passamento físico do ex-estadista José Eduardo dos Santos, várias figuras públicas e anónimas reagiram com profunda dor à notícia que abalou a todos os angolanos e não só. Os Presidentes Vladimir Putin, da Rússia, Félix Tshisekedi da RDC e alguns artistas de vários países endereçaram notas de condolências aos familiares.

Importa relembrar que, o corpo do ex-Presidente continua preservado pelas entidades espanholas, por uma decisão dos familiares, que acordaram realizar o enterro após as eleições em Angola.

Num dia triste para a família e “recheado” de lembranças, a filha do ex-Presidente, Tchizé dos Santos, sublinhou através de uma citação partilhada no seu perfil do Instagram, que o amor não pode ser explicado.

“O amor não pode ser explicado, apenas sentido”. Hoje rezamos a missa de um mês do nosso pai. Naquele momento fomos apenas nós (os filhos que hoje rezamos), a congregação religiosa, a alma do nosso pai e Deus nos nossos corações e pensamentos. Perto de Deus, longe de energias negativas, ou qualquer aproveitamento ímpio de um momento que é de fé, de amor e de oração pela paz à alma do nosso querido pai e para os nossos corações”, frisou.

Por outro lado, Isabel dos Santos partilhou uma imagem no seu perfil do Instagram, onde aparece dentro de uma igreja e descreveu: “Nunca mais nada será igual… sinto falta da sua voz”.

José Eduardo dos Santos, cujo nome de batismo é José Eduardo Van Dunen, nasceu no dia 28 de Agosto, de 1942 em Luanda, foi um político angolano que serviu como Presidente de Angola de 1979 a 2017. Como Chefe da Nação, José Eduardo dos Santos também foi comandante-em-chefe das Forças Armadas Angolanas (FAA) e presidente do Movimento Popular para a Libertação de Angola (MPLA).