Quantcast

Luandenses aborrecidos com a enchente nas paragens de táxi

0
iPixel – Leaderboard

Faz algum algum tempo que diversas paragens das artérias da cidade capital registam enchentes. Por esta razão vários luandenses em conversa mantida hoje com o AngoRussia demonstraram-se muito aborrecidos com o que tem acontecido por consequência disto.

As paragens do Benfica, Vila da Gamek e Golfe 2 foram comparadas com a antiga praça do Rock pelos passageiros em função das enchentes que têm registado e consequentemente o número de assaltos. Os mais lesados com esse problema apontam como consequência: roubos, sujeição a ferimentos e até mesmo sequestro de crianças.

Para o senhor João a hora em que se aproxima o momento de regressar a casa após a jornada laboral é um tormento. “Eu posso passar o dia bem disposto, mas quando toca a hora de voltar para casa fico desanimado quando imagino o sofrimento que tenho que passar na paragem do Benfica”.

Já a jovem Felisberta conta que prefere sair sempre mais cedo da universidade para conseguir transporte com facilidade, mas que nem sempre essa táctica resulta pois ultimamente as enchentes nas paragens já não têm hora. “De um tempo para cá saio mais cedo das aulas para poder apanhar o táxi sem tem que sofrer empurrões, mas as vezes nem isso resulta. As paragens agora estão sempre cheias independentemente da hora”.

Para outras pessoas a preocupação vai além dos empurrões e do entardecer do dia, pois as mesmas alegam que o número excessivo de passageiros nos pontos de táxi, gera roubos e até mesmo sequestro de crianças.

“Já fui vítima de roubo mais de uma vez aqui na paragem do golfe 2, e também já presenciei crianças a serem levadas por desconhecidos. É preocupante esta situação, porque faz também com que os taxistas aumentem o valor da corrida ou encurtem os percursos”, desabafou a senhora Joana.

Deixe a sua opinião!

Partilhe.