Pesquisas revelam que pessoas que acordam cedo podem ter menor risco de depressão


Um estudo divulgado na CNN, sugere que pessoas que acordam cedo, chegam a ter menor risco de serem depressivas. A pesquisa indica que a rotinas de sono associadas com horários tradicionais de trabalho e escola, impactam positivamente na saúde mental.

O estudo baseado em dados de sono recolhidos a partir de monitores usados por mais de 85 mil voluntários do UK Biobank Study (banco de dados que contém informações genéticas e de saúde sobre mais de meio milhão de britânicos), sugere que pessoas que acordam cedo venham a ter menos riscos de cair em depressão.

Pesquisas prévias já haviam detectado uma associação entre depressão e ciclos de sono. Dizem estudiosos, que se uma pessoa é matutina, tem menos probabilidade de ter depressão e mais probabilidade de relatar um maior bem-estar, ao passo que indivíduos com um ciclo de sono desequilibrado apresentam um risco mais elevado de sofrer de depressão e de ansiedade.

Para efeitos da pesquisa, os investigadores compararam essas informações sobre o sono a relatos pessoais de bem-estar e humor.

 

Texto: Victória Pinto