Paulo Flores aponta erro no ‘Top dos Mais Queridos’ : “Quem ganhou não fui só eu, o Yuri também”


O músico angolano, Paulo Flores, esclareceu recentemente ao seus fãs e ao público em geral, que a distinção conquistada na fase de eleição provincial do “Top dos Mais Queridos” na província de Luanda, não compete somente à si, mas também ao músico Yuri da Cunha, com quem escreveu e interpretou a canção que homenageia as avós de ambos, apontando deste modo um erro cometido pelo concurso, nas nomeações da província em questão.

Após receber muitas felicitações por ser autor da música “Njila ia Dikanza”, a “Mais Querida de Luanda”,  na edição de 2021 do “Top dos Mais Queridos”, realizado pela Rádio Luanda, Paulo Flores decidiu esclarecer que apesar de estar feliz não pode levar o mérito sozinho, sendo que trabalhou com o seu colega Yuri da Cunha.

“Não posso deixar de dizer que existe um erro, se a música que ganhou o Top foi o Njila ia Dikanga, quem ganhou não fui só eu, quem ganhou fui eu e o Yuri da Cunha, com quem fiz a música, com quem interpretei e com quem chorei a lembrança das nossas avós “, descreveu o músico.

Paulo Flores ressaltou que na música em questão, representa o momento em ambos choraram a pátria em todo o seu esplendor e identidade. O músico não deixou de agradecer ao “Top dos Mais Queridos” pela indicação, ao público pelo carinho e pelos votos, e principalmente ao Yuri da Cunha pela partilha, talento, generosidade e respeito.

Publicidade

Por: Victória Pinto


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *