Winnie Harlow triste com a forma como tratam pessoas com vitiligo: “Parece que eu estou a sofrer?”


A modelo Winnie Harlow disse em  entrevista concedida neste sábado (20) de Abril, no programa The Jonathan Ross Show que não está a “sofrer” de vitiligo e ainda revelou a frustração em ouvir a expressão e como isso pode se tornar um rótulo. Em seu depoimento a modelo explicou que não cabe a ninguém decidir se a condição de sua pele é debilitante ou não.

Winnie Harlow triste com a forma como tratam pessoas com vitiligo: "Parece que eu estou a sofrer?"

Winnie de 24 anos, referiu que fica desagradada quando lê ou ouve dizerem que se “sofre” de vitiligo. “Parece que estou a sofrer? Por favor, não vamos fazer isso”, começou por dizer.

“Não sinto que as pessoas tenham o direito de chegar ao pé de mim e dizer que estou a sofrer”, frisou.

A modelo mostrou que a condição de pele não a limita e afirma que se sente uma mulher feliz e realizada. “Não estou a sofrer, estou a conquistar, estou a viver. Estou a viver da melhor maneira que posso e ambiciono”, rematou.

Cerca de um por cento da população mundial é afetada pelo vitiligo, um distúrbio causado pela diminuição drástico da produção de melanina, acarretando em manchas esbranquiçadas por todo o corpo, mas que são mais comuns no rosto, pescoço e vincos da pele. Segundo a British Skin Foundation, o vitiligo pode se desenvolver em qualquer idade, mas, em mais da metade dos casos ele começa a aparecer antes dos 20 anos.

Winnie Harlow despontou para o estrelato em 2014 ao participar da 21ª temporada, ou ciclo do reality competitivo ‘America’s Next Top Model’.  A modelo terminou a competição em sexto lugar, mas a visibilidade da atração a levou a desfilar para grifes como Victoria’s Secret e a estrelar capas de revistas como Harper’s Bazaar e Glamour.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *