R. Kelly foi considerado culpado em todas as nove acusações no caso de tráfico sexual


O cantor norte-americano, R. Kelly, foi considerado culpado nesta segunda-feira, 27 de Setembro, em todas as noves acusações por tráfico sexual, após evitar por décadas a responsabilidade criminal por inúmeras alegações de má conduta com jovens mulheres e crianças.

Após seis semanas de depoimentos perturbadores, o júri considerou o artista de 54 anos, culpado pelos crimes de tráfico sexual, extorsão, exploração sexual de menores, rapto, suborno, agressão sexual e trabalhos esforçados, crime organizado, coerção e transporte de mulheres e menores para envolvimento em actividades ilegais.

Publicidade

A procuradora-adjunta Nadia Shihata, afirmou que o esquema que R. Kelly terá criado para atrair mulheres muito jovens e as agredir sexualmente, terá tido a cumplicidade da sua comitiva, funcionando como uma espécie de negócio mafioso, de acordo com a acusação.

Segundo a acusação, as vítimas eram atraídas com promessas de que o artista as poderia ajudar nas suas carreiras musicais, mas em vez disso, acabavam por ser “doutrinadas” por R. Kelly, de acordo com os procuradores de Brooklyn, estas eram forçadas a manter relações sexuais com o cantor e mantidas numa teia de abusos através de “medidas coercivas”.

O caso foi adiado por mais de um ano pela pandemia do coronavírus, e é visto como o primeiro grande julgamento de abuso sexual onde a maioria dos acusadores são mulheres negras.

R. Kelly enfrenta a possibilidade de décadas de prisão por todas os nove crimes, incluindo violar a Lei Mann, uma lei anti-tráfico sexual, que proíbe levar qualquer pessoa através das fronteiras do estado para propósitos imorais. A sentença está marcada para 4 de Maio de 2022.

 

Por: Anasilda Brancel


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *