“Em Angola, todos os que nasceram em 1985 já nasceram à beira da morte” – Gilmário Vemba


336 partilhas

O humorista Gilmário Vemba de 33 anos, que esteve recentemente em Lisboa, Portugal, com o seu trabalho a solo, no palco do Teatro Villaret, falou entre vários temas em entrevistas ao Notícias ao Minuto, sobre a esperança de vida dos angolanos, que melhorou significativamente nos últimos anos.

"Em Angola, todos os que nasceram em 1985 já nasceram à beira da morte" - Gilmário Vemba

Durante a entrevista, Gilmário Vemba comecou por dizer que se considera um ‘imortal’, por suas histórias que acabam por representar a história de um país,  por ter nascido em 1985 e estar vivo até hoje.

“Em Angola, todos os que nasceram em 1985 já nasceram à beira da morte. Ter conseguido chegar aos 33 anos e conseguir observar uma mudança no país, para mim, passa uma ideia de imortalidade porque as hipóteses de não chegar até aqui eram muitas”, disse.

No palco do Teatro Villaret, em Lisboa, Gilmário estava completamente sozinho e durante uma hora e meia permitiu ao público presente fazer uma viagem pelos momentos mais marcantes da sua vida. Momentos esses que nem sempre foram fáceis, mas em que o humorista manteve a premissa de que rir é o melhor remédio.

“Nós somos mais saudáveis quando conseguimos olhar para os nossos problemas de uma forma mais engraçada”, afirma o humorista, ao mesmo tempo que partilha, com um sorriso de orelha a orelha, o dia em que o avô, acidentalmente, o ia envenenando com petróleo.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

336 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *