Unitel estende sinal 4G e 5G em mais de doze localidades do país


A Unitel estendeu no mês de Outubro, os serviços de voz e dados na tecnologia 5G ao Município de Belas, Província de Luanda, e 4G às localidades da Huíla e Chibia, Província da Huila, Belize, Província de Cabinda, Xá Muteba, Cuílo, Caungula, e Cuango, Província da Lunda-Norte, Cuíto Cuanavale, Província do Cuando Cubango, Calucinga, Província do Bié, Londuimbale e Chicala Choloanga, Província do Huambo.

Foto: Unitel

A extensão do sinal 5G às referidas localidades foram realizadas entre Janeiro e Setembro, nas localidades do país, nomeadamente, Kilamba Kiaxi, Sambizanga, Rangel, Talatona, Ingombota, Maianga e Belas, Província de Luanda, e 4G em 43 Municípios e localidades do País, nomeadamente: Buco-Zau, Dinge, Cacongo, Massabi e Belize em Cabinda, Porto Amboim, Waku Kungo, Libolo e Amboim-Gabela, no Cuanza Sul, Muxinda, Xá Muteba, Cuilo, Caungula, e Cuango, na Lunda Norte, Namacunde, Cahama, Santa-Clara e Ombadja – Xangongo no Cunene, Alto Hama, Chipipa, Cachiungo, Calenga, Longonjo, Ucuma, Ecunha, Londuimbale e Chicala Choloanga no Huambo, Tombwa, no Namibe, Cambambe e Lucala no Cuanza-Norte, Mucaba, Damba, Songo e Dange-Quitexe no Uíge, Chipindo, Caconda, Huíla e Chibia na Huila, Luau no Moxico, Cuimba no Zaire, Cuíto Cuanavale, Província do Cuando Cubango e Calucinga no Bié.

Também expandiu a tecnologia 3G às localidades do Dirico, Calai, Cuangar, e Rivungo no Cuando Cubango, Dinge, em Cabinda, Lubalo, na Lunda Norte e Luacano e Luchazes-Cangamba no Moxico.

Os serviços 3G e 4G, já disponíveis em 388 localidades do país, permitem a transmissão de voz e dados que possibilitam a navegação de sites, downloads e uso de aplicativos online com maior rapidez. Nesta senda, o 4G cobre agora as capitais das 18 províncias de Angola e tem uma implantação de 48,8% nos municípios e acima de 20,2% nas comunas.

Ao proporcionar uma rede capaz de suportar a transmissão de chamadas de voz e dados com qualidade, fiabilidade e velocidade de transmissão, a Unitel tem sido um motor de desenvolvimento tecnológico em Angola.