Produtores angolanos apresentam-se na Academia “MultiChoice Talent Factory” na Zâmbia


1 partilha

Os produtores vencedores angolanos Leandro Lima e Emanuel Gonçalves, apresentaram-se recentemente, na Academia “MultiChoice Talent Factory”, no Instituto Zambiano de Comunicação (ZAMCOM), um dos maiores centros de cinema e televisão de África, que abriu oficialmente as suas portas para dar início a formação de 12 meses, enquadrada ao respectivo concurso. 

Produtores angolanos apresentam-se na Academia "MultiChoice Talent Factory" na Zâmbia

Os alunos foram oficialmente recebidos na Academia pelo ministro do Ensino Superior da República da Zâmbia, Nkandu Luo, que reconheceu que o currículo MTF que irá compreender o conhecimento teórico e experiência prática em Cinematografia, edição, produção de áudio e contar histórias é o primeiro de seu género em África.

Durante o discurso de boas-vindas, o Sr. Berry Lwando, Director da Academia, anunciou que os 20 candidatos serão dotados de ferramentas para desenvolver o seu talento, interagir com os profissionais da indústria e contar histórias africanas autênticas através da sua formação de 12 meses.

“A MultiChoice Talent Factory está empenhada em capacitar jovens cineastas e enriquecer a indústria de radiodifusão. A Academia é a nossa solução para fazer isso e abordar as inúmeras lacunas em toda a região. Acreditamos que, dada uma oportunidade, uma nova geração capacitada de cineastas e profissionais de TV vai emergir para assumir o seu lugar na vanguarda das indústrias criativas locais, produzindo o melhor do conteúdo local para os nossos clientes “, disse Lwando em nota enviada ao AngoRussia.

Produtores angolanos apresentam-se na Academia "MultiChoice Talent Factory" na Zâmbia

O acto de abertura da cerimonia contou com dança tradicional entre outros momentos culturais e vibrantes, com destaque a apresentação de um número de artistas orientados pelo perito estimado da indústria, Sr. Jeff Sitali, que retrataram histórias através de música, acrobacias, dança hip hop e até mesmo uma viagem através do som humano. O elenco talentoso incluiu Katiliana Capinoiça de e Bernardino Macanzo de Angola, Katlego Ntirang aka Data Seiko (Botswana), acrobatas Kufewa (Malawi), gêmeos Elton e Elson dos Santos Macuacua (Moçambique), Aishe Lenge (Namíbia), ProBeatz (Zimbabwe) e Chiedza Musipa (Zâmbia).

Ainda no espírito de acender as indústrias criativas da África, o evento foi preenchido com entretenimento apresentado por David Mbeha da Namíbia (Vencedor do prémio do melhor apresentador do TLC 2015) e Mwaka Mugala, actriz principal na telenovela zambiana ZUBA.

Quem também marcou presença foram dignitários, stakeholders e profissionais da indústria bem como do secretário de Estado da Comunicação Social, Celso Malavoloneke e da ministra da Informação e Serviços de Radiodifusão da República da Zâmbia, Dora Siliva, que na qualidade de porta-voz do seu governo que reconheceu a parceria entre a Zâmbia e a MultiChoice como sendo gratificante.

Vale ressaltar que a formação realizar-se-á em três academias MTF regionais, nomeadamente no Quénia para a África Oriental, na Zâmbia para os países da África Austral e na Nigéria para a África Ocidental, com os directores Njoki Muhoho, Berry Lwando e Femi Odugbemi, respectivamente.

Produtores angolanos apresentam-se na Academia "MultiChoice Talent Factory" na Zâmbia


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

1 partilha

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *