Melhores alunos africanos de TIC competem para representar África subsariana na competição Global da Huawei


As finais da competição global de tecnologias da informação e comunicação (TIC) da Huawei na África Subsariana arrancaram no passado dia 10 de Setembro com uma cerimónia online. Sob o lema “Conexão, Glória, Futuro”, este evento é considerado o maior do género no continente africano, reunindo 14 países e atraindo mais de 50 alunos. A nível global, a Competição de TIC da Huawei 2019-2020 abrangeu mais de 70 países, com 150 participantes de mais de 2 universidades e faculdades.

Lançada na região há apenas cinco anos, a Competição de TIC da Huawei tornou-se a maior competição de habilidades em TIC de África. Durante a cerimónia de abertura, na qual participaram a UNESCO, alunos e parceiros da indústria, o Vice-presidente da Huawei para o Sul de África, Liao Yong, destacou em nota enviada ao AngoRussia, a importância da conectividade na era do distanciamento social. “A exclusão digital está, na verdade, a aumentar devido ao ‘novo normal’ causado pela pandemia da Covid-19. À medida que se trabalha e estuda cada vez mais via online, as pessoas digitalmente desfavorecidas são as mais afectadas”, referiu.

Publicidade

Ciente disto, Liao realçou que “a realização da versão online da competição de TIC durante a pandemia tem um valor único, pois mostra que a Huawei, como pioneira na construção da infra-estrutura digital africana, também leva muito a sério a sua estratégia de talentos”. Estratégia esta que, detalhou, “abrange três aspectos: aperfeiçoamento digital de profissionais de TIC, incentivo e capacitação de alunos de TIC e promoção da alfabetização TIC entre as pessoas comuns”.

A Huawei investiu fortemente na preparação deste evento, realizando 300 exposições itinerantes em campus de 14 países da África Subsariana, com um total de 50 alunos participantes. A formação relacionada com a competição ajudou mais de 300 estudantes a receber ofertas de emprego.

Na referida edição, que acontece excepcionalmente via online, devido à pandemia do Covid 19,  onde Angola participa com 12 estudantes, fazem parte ainda três institutos técnicos nomeadamente o Instituto Superior  de Tecnologias de Informação e Comunicação (ISUTIC), o Centro Integrado de Formação Tecnológica (CINFOTEC) e o ICT School Of C.P (ISCP).

Os estudantes angolanos concorrem na categoria de Redes de Computadores e Computação em Nuvem.

A final regional conta com a participação de universidades da África do Sul, Nigéria, Kenya, Zâmbia, Tanzânia, Gana, Uganda,  Moçambique, Mauritânia, Botswana, Zimbabwe e Lesotho.

Atabol Hamza Adenoi, um estudante da Nigéria, reconhece que esta capacitação foi de grande importância para alunos como ele: “Comecei o percurso para a competição de TIC da Huawei em Agosto de 2019, enquanto fazia o meu estágio na A.B.U. Zaria. Recebi formação antes do exame da competição e logo depois tive a oportunidade de fazer um estágio na sede da Huawei Nigéria, em Abuja”.

Numa intervenção durante a cerimónia de abertura, Ydo Yao, Director em exercício do Bureau Internacional de Educação da UNESCO, aplaudiu a Huawei por desempenhar um papel exemplar no apoio a iniciativas que criam, inovam e fornecem habilidades de TIC ao continente. Num recente webinar, a UNESCO identificou a infra-estrutura digital como o desafio mais importante que o ensino superior enfrenta em África.

A parceria entre a UNESCO e a Huawei no continente africano tem sido frutífera e inclui projectos como a DigiTruck e a Huawei ICT Academy, realizados sob os auspícios da iniciativa de inclusão digital da Huawei TECH4ALL.

Com uma série de campanhas de ecossistema de talentos na África Subsariana, incluindo a competição de TIC, a Huawei espera melhorar as competências de mais de 700 profissionais de TIC até 2023 O objectivo é preencher a lacuna de talentos nesta área, avançar na transformação digital das indústrias e levar o digital a cada pessoa, lar e organização, criando assim um mundo totalmente conectado e inteligente.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *