Itália prepara via expressa com postes inteligentes e drones


84 partilhas

A Itália vai implementar em 2.500 quilômetros de estrada postes inteligentes e drones, um projeto que irá custar 30 milhões de euros. A via expressa inteligente visa melhorar o gerenciamento do tráfego e a segurança dos usuários com o auxílio da tecnologia. Drones serão capazes de oferecer suporte em caso de acidente e os postes irão transmitir informações sobre o trânsito aos motoristas (ou aos carros autônomos). 

A infraestrututra rodoviária pretende testar novas formas de coleta de dados sobre a mobilidade urbana.

Publicidade

Localizados em intervalos regulares, os “postes inteligentes” têm vários sensores que detectam váriaveis ambientais como umidade do ar, velocidade do vento e mudanças climáticas. Graças à conexão Wi-Fi, também informam, em tempo real, as condições da via ao sistema de navegação dos veículos e aos motoristas por mensagem no smartphone.

Os drones irão ajudar a manter a segurança: monitoram túneis, pontes e viadutos, levam medicamentos e outros itens de primeiros socorros aos motoristas e localizam acidentes, incêndios, desabamentos e inundações. Quando for preciso recarregar a bateria, se deslocam até os “postes inteligentes” que também funcionam com estações de recarga.

Desenvolvida pela Agência Nacional Autônoma de Estradas (ANAS) da Itália em parceria com o estúdio de design Carlo Ratti Associati, a “rodovia inteligente” vai custar em torno de 30 milhões de euros para ser construída. O projeto que faz parte de uma iniciativa de inovação digital da ANAS pretende cobrir 2.500 quilômetros com a tecnologia este ano, cerca de 10% dos 26 mil quilômetros da rede rodoviária italiana.

ArchitectMagazine/EpocaNegocios


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

84 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *