Huawei une-se ao governo de Angola para conduzir o país rumo a digitalização


Com objectivo de levar Angola rumo a digitalização da sociedade e da economia,  a gigante internacional de alta tecnologia de informação e comunicação, tem criado uma opinião institucional favorável diante do governo de Angola. Recentemente o presidente da Huawei para a África Subsariana, Chen Lei e o Ceo da Huawei Angola, Chu Xiaoxin, foram recebidos pelo Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço, para estreitar laços.

Nuno dos Anjos Caldas Albino, Secretário de Estado da Comunicação Social, destacou a admiração ao presenciar o encontro dos representantes da Huawei com o Presidente da República.

Publicidade

“Quando, em meados deste mês, vi o presidente da HUAWEI para a África Subsariana, Chen Lei e o Ceo da Huawei Angola, Chu Xiaoxin, a serem recebidos pelo Presidente da República, não pude deixar de admirar a persistência que a gigante internacional de alta tecnologia de informação e comunicação tem tido para criar uma opinião institucional favorável a algo que é caro não só a essa empresa, mas também ao nosso país: a digitalização da sociedade e da economia” disse o secretário.

Nuno Albino, realçou que pouco sabia sobre a internacional em tecnologia, se não que é uma excelente fabricante de telemóveis, situação que mudou após estar em contacto com a equipa e começar a entender que os seus objectivos comerciais encaixavam-se perfeitamente nos objectivos estratégicos do país para caminhar o mais rápido possível para a digitalização, promovendo o acesso universal e barato à internet, tornando Angola parte da “aldeia global” em que todos vivem à distância de um clique (conforme profecia de Marshall McLuhan) e dando o salto em direcção à qualidade dos processos de produção por via das tecnologias 3G, 4G e 5G.

A parceria com a Huawei, que se mostra disposta a investir não só em infraestruturas, mas também na formação de angolanos, que visa o término de uma sede que está a  ser construída em Luanda e um acordo estratégico em que todos saem a ganhar.

“Eu mesmo me tornei um advogado dessa caminhada rumo à digitalização do nosso país. E fiquei realmente impressionado com a determinação dos executivos da Huawei em percorrer um longo caminho para levar essa mensagem de vantagens mútuas até ao Presidente da República”, disse o secretário de Estado.

A razão do êxito desta caminhada, culminou no gabinete do titular do Poder Executivo, a proposta de uma economia digital assente no desenvolvimento de infraestruturas de telecomunicações e na formação de talentos angolanos. A Huawei apresenta condições para, a partir do próximo ano, capacitar dois mil angolanos anualmente num gigantesco centro de formação orçado em cerca de 60 milhões de dólares.

Com esta colaboração a Huawei pretende contribuir na transformação digital de Angola.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *