Huawei inova sem parar em prol de uma digitalização mais rápida


O principal evento anual da Huawei para a indústria global de TIC – HUAWEI CONNECT 2021, teve início a 23 de Setembro. O presidente rotativo da empresa, Eric Xu, fez questão de abrir o evento com um discurso intitulado “Innovating Nonstop for Faster Digitalization”. 

Com o tema “Mergulhe no digital”, o evento deste ano explora a forma como a tecnologia digital pode se integrar melhor a cenários de negócios e know-how do sector para enfrentar desafios críticos de negócios e como as partes interessadas podem trabalhar juntas e de forma mais eficaz para promover um ecossistema aberto da indústria e impulsionar o sucesso compartilhado.

Publicidade

O evento está programado para ter quatro palestras, cinco cúpulas e 66 sessões, com mais de 200 palestrantes, incluindo visionários da indústria, líderes de negócios, especialistas em tecnologia e parceiros do ecossistema. Será transmitido ao vivo em 11 idiomas no site corporativo da Huawei e por seus parceiros de mídia, também contará com exposições online, visitas remotas a salas de exibição e painéis de discussão abertos, permitindo a interação on-line de experiências de balcão.

Oportunamente, Eric Xu, falou sobre como ajudar as indústrias a se tornarem digitais  um aspecto crítico da missão da Huawei de levar o digital a cada pessoa, casa e organização para um mundo totalmente conectado e inteligente.

“O desenvolvimento digital depende da tecnologia digital e para que permaneça relevante, devemos continuar a inovar e criar valor. Nuvem, IA e redes são três
tecnologias digitais críticas”.

O dirigente partilhou ainda alguns dos progressos que a Huawei fez em três áreas, o que está a fazer para permitir o desenvolvimento de baixo carbono e para onde a indústria como um todo está se dirigindo. Ainda explicou que HUAWEI CLOUD, o serviço de nuvem da empresa lançado há apenas quatro anos, já reuniu mais de 2,3 milhões de desenvolvedores, 14 parceiros de consultoria e 6 parceiros de tecnologia, e também disponibilizou mais de 4.5 serviços no HUAWEI CLOUD Marketplace, tornou-se uma plataforma importante para empresas e governos tornarem suas organizações digitais.

No evento, Eric Xu lançou o primeiro serviço nativo de nuvem distribuído do sector, chamado UCS – um serviço nativo de nuvem onipresente disponível no HUAWEI CLOUD. Com o UCS, a Huawei planeja
fornecer às empresas uma experiência consistente ao usar aplicativos nativos da nuvem não  sejam limitados geograficamente, entre nuvens ou de tráfego, acelerando assim a transformação digital em todos os sectores.

O portfólio de IA completa a Huawei em todos os cenários, lançado em 2018, também está progredindo conforme o esperado. Sua estrutura MindSpore se tornou a principal estrutura de computação de IA na China. Enquanto isso, o cluster Atlas 900, bem como os serviços em nuvem nele baseados, atendem actualmente a mais de 300 empresas, apoiando o treinamento de muitos modelos que incluem os grandes modelos HUAWEI CLOUD Pangu.

O objetivo final do ModelArts é permitir que cada engenheiro desenvolva independentemente seus próprios aplicativos de Inteligencia Artificial. Também foram apresentadas as inovações da Huawei no domínio da rede. Conforme as organizações se tornam digitais, elas tendem a ver um crescimento exponencial na complexidade da rede. Para resolver isso, a Huawei vem inovando em soluções para redes globais com base no conceito de rede de direcção autônoma (ADN).

A empresa tem trabalhado com clientes nos sectores de finanças, educação e saúde para inovar e implantar novos aplicativos e construir redes que são autorrealizáveis, autocuráveis, autotimizadas e autônomas.
A Huawei está usar tecnologia digital para apoiar o desenvolvimento de baixo carbono, como parte dos esforços globais para atingir o pico de emissões de CO2 e neutralidade de carbono. Especificamente, uma huawei se concentra em três iniciativas principais:

(1) Investir e inovar em tecnologias de economia de energia para fornecer produtos de TIC com maior eficiência energética para uma indústria de TIC de baixo carbono;
(2) Investir em inovações onde a eletrônica de potência e como tecnologias digitais convergem para promover a energia limpa e a digitalização da energia tradicional;
(3) Fornecimento de tecnologia digital para todos os setores a se tornarem digitais e com baixo teor de carbono.

Eric Xu concluiu o seu discurso com as seguintes palavras: “A inovação contínua tem sido a força motriz por trás da digitalização até agora. Seguindo em frente, se esperamos alcançar objectivos mais ambiciosos para a digitalização, a inovação continuará a ser a chave. Portanto, vamos inovar sem parar para um futuro melhor”.

A Huawei hospeda o HUAWEI CONNECT 2021 online de 23 de setembro a 31 de outubro. O tema do evento deste ano é Dive into Digital. Vamos nos aprofundar na aplicação prática de tecnologias como nuvem, IA e 5G em todos os sectores e como elas podem tornar as organizações de todas as formas e tamanhos mais eficientes, versáteis e, por fim, mais resilientes à medida que se avança em direcção à economia de recuperação.

 

 


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *