Fundador da Zoom ganhou em 3 meses, US$ 4 bilhões com a pandemia


Eric Yuan criou a Zoom, um império de conferências de vídeo que alcançou uma avaliação de mercado de US$ 35 bilhões em nove anos. Apenas nos últimos três meses, o bilionário de 49 anos, viu sua riqueza mais que dobrar, segundo o site Business Insider. Yuan ganhou US$ 4 bilhões e chegou a uma fortuna actual de US$ 7,57 bilhões.

A demanda pelas chamadas virtuais aumentou muito com a pandemia causada pelo novo coronavírus e a necessidade de isolamento social. Yuan hoje trabalha 18 horas por dia a cuidar da sua startup.

Publicidade

Apenas nos últimos três meses, as ações da Zoom mais que dobraram de valor e o uso da plataforma cresceu 1.900%. Yuan tem uma fatia de 19% na companhia. O empreendedor chinês ganhou US$ 4 bilhões no período, sua fortuna actual é de US$ 7,57 bilhões e entrou para a lista das 500 pessoas mais ricas do mundo feita pela Bloomberg.

O crescimento não gerou apenas boas notícias, porém. A Zoom tem sido muito criticada e investigada devido os seus procedimentos para garantir privacidade e segurança de dados dos usuários. Reuniões públicas enfrentam invasões e envio de imagens pornográficas. Por isso, a empresa implementou um recurso de aprovação de cada participante da reunião pelo seu criador. Contra vazamento de e-mails e informações pessoais, também ofereceu recompensas para hackers éticos e trouxe especialistas externos à startup.

A empresa vale mais do que o aplicativo de mobilidade urbana Lyft ou a rede social Pinterest, com um avaliação de US$ 35 bilhões. A Zoom atende mais de 30 mil clientes corporativos, como Samsung, Uber e Walmart.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *