Covid 19: Jovem angolano de 20 anos cria Aplicativo de auto-diagnóstico da doença


Depois do mundo ser surpreendido com o novo Coronavírus, e dirigentes de vários países afectado decretarem estado de emergência, como foi o caso de Angola. Oportunamente, o jovem angolano  Ravelino de Castro, estudante de Ciências da Computação, criou um aplicativo que permite fazer auto-diagnóstico da doença, como também ter acesso às informações credíveis sobre o número de casos positivos, suspeitos, recuperados e mortes causadas pela pandemia em Angola.

Em conversa com o AngoRussia, Ravelino de Castro, explicou como surgiu a ideia de criar o aplicativo informático interactivo que permite o auto-exame através de questões básicas, relacionadas aos sintomas da doença e outras manifestações sintomáticas, atribuindo uma probabilidade considerável ao resultado obtido no final do teste (na hora).

Publicidade

“Após uma pesquisa sobre os sintomas, e auto diagnóstico que cada um pode fazer em casa para saber se precisa de uma unidade hospitalar ou não, surgiu a ideia de automatizar o processo na base da realidade Angolana. Como por exemplo, sabemos que a maior parte dos casos reportados são de pessoas que estiveram fora de Angola. Então, uma das perguntas no sistemas é “Você fez alguma viagem internacional recentemente?”, Esse tipo de perguntas juntamente com outras sobe os sintomas, resultam numa pré triagem, mas só os testes laboratoriais confirmam os resultados”, explicou Ravelino.

Disponível em apenas 4 línguas, entre elas o “inglês, português, francês e espanhol”, pode ser usado em qualquer telemóvel, computador ou outro dispositivo com acesso a internet, em qualquer parte do mundo mas só com dados de Angola.

Ravelino estudante de Ciências da Computação, garante que para além desses recursos, outros programadores podem utilizar a plataforma, caso queiram usufruir dos mesmos dados estatísticos para exibir em outros sistemas, isso é possível via a API disponível dentro da plataforma.

 

“Este é um projeto que inicialmente surgiu para auxiliar a comunidade de desenvolvedores de Angola, cujo principal objectivo é criar uma “API” em outros termos um meio que permitisse os desenvolvedores integrarem em seus projectos (sistemas) a actualização sobre os dados estatísticos do covid-19. Ou seja, se qualquer meio de comunicação quisesse informar sobre os números estatísticos da pandemia em Angola, era simplesmente consumir essa API criada”, explicou o jovem de 20 anos ao AngoRussia.

O aplicativo que foi lançado na primeira semana de Abril, oferece dicas de prevenção recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Os dados estatísticos do mesmo dependem da comissão inter-ministerial de Angola, consumindo as informações directamente desta fonte que pertence ao governo da República de Angola, o aplicativo garante a veracidade das informações sobre o número de casos positivos, suspeitos, recuperados e mortes no país.

Satisfeito com o feesback, Ravelino tenciona estender o aplicativo não só para os desenvolvedores, e aproveitou também para apelar a todos a cumprirem com os cuidados sanitários e sociais pedidos perante este panorama, lembrando a necessidade de obedecer a quarentena e o estado de emergência.

Ressalta ainda que o auto-diagnóstico é baseado em questões relacionadas aos sintomas da doença e não só, atribuindo uma probabilidade considerável ao resultado obtido no final do teste.

 

Para acessar a plataforma, é só visitar https://covid-19-ao.herokuapp.com


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *