Tchize dos Santos solidariza-se com a família da menina infectada com vírus da SIDA


408 partilhas

A empresária e Deputada angolana Welwitschea Dos Santos mais conhecida por Tchize dos Santos, manifestou nesta terça-feira (13), o interesse de ajudar a família, sobre tudo a menina Emília de 7 anos, que teria entrado apenas com um abcesso no Hospital Maria Pia e saiu  no passado dia 17 de Outubro com o virús da SIDA.

Tchize dos Santos solidariza-se com a família da menina infectada  com vírus da SIDA

Tchize dos Santos solidarizou-se com a causa da menina e a sua família, após ter se apercebida do caso que envolve a menina de 7 anos, que teria sido infectada com o SIDA, no hospital Josina Machel. Como cidadã de bem, a empresária se disponibilizou em ajudar a criança.

“Como cidadã de bem, só me posso solidarizar com a família afectada e dizer que estou à disposição para custear a medicação de controlo do HIV da menina enquanto eu tiver condições financeiras para tal e caso não a consigam por outros meios e para o efeito poderão contactar-me. Deus abençoe Angola e não permita que mais erros destes sucedam. Pode de facto ter sido um acidente”, escreveu Tchize.

Recorda-se que a menina Emília de 7 anos, foi internada no hospital Josina Machel, “Maria Pia”, no passado dia 10 de Outubro, para ser operada de um abcesso (inflamação na bochecha) e os médicos em serviço teriam feito uma transfusão de um sangue que possivelmente teria lhe infectando com os vírus da SIDA. Segundo o Pai da menina, que falava a Rádio Despertar, para o jornalista Claúdio In, alegou que a Ministra da Saúde, Sílvia Paula Lutucuta, pediu-lhe para não divulgar o caso, por se tratar de uma criança e que internamente se podia resolver o caso.

View this post on Instagram

Se fizesse comentários públicos negativos a respeito do caso da criança infectada com HIV durante uma transfusão de sangue num hospital público em Angola, iriam dizer que sou contra o Presidente João Lourenço e estou “com dor de cotovelo” por razões que cada mente criativa entende. Se fizesse comentários tentando amenizar a situação, seria chamada bajuladora, deputada que está “a defender o indefensável”. Mais vale deixar que outros o façam as análises e os comentários, as defesas ou ataques, pois para falar muito e fazer pouco ou não ajudar em nada há muita gente. Como cidadã de bem, só me posso solidarizar com a família afectada e dizer que estou à disposição para custear a medicação de controlo do HIV da menina enquanto eu tiver condições financeiras para tal e caso não a consigam por outros meios e para o efeito poderão contactar-me. Deus abençoe Angola e não permita que mais erros destes sucedam. Pode de facto ter sido um acidente.🙏🏽 Welwitschea dos Santos “Tchizé”

A post shared by Tchizé Dos Santos (@tchize_dos_santos) on

 

 

 

Por: Júlio Dos Santos


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

408 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *