Seis meses depois, salas de cinema e igreja reabrem suas portas


O país abraça a partir desta quarta-feira (09) de Setembro, a nova fase do decreto presidencial anunciado esta terça pelo ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida, em conferência de imprensa. O novo decreto visa a abertura dos cinemas, escolas, igrejas, mercados em cinco dias funcionais, o uso de máscara no interior da viatura deixa de ser obrigatório, alargamento do horário em restaurantes.

O decreto presidencial que vigorou até esta terça-feira (08) de Setembro, sofreu uma alteração segundo anunciou o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida. A partir de amanhã vigorará o novo decreto revisto pelo governo angolano:

Mantém-se a cerca sanitária nacional e provincial, retirando-se amanhã, quarta-feira (09), a cerca sanitária do município do Cazengo no Cuanza-Norte.

As igrejas terão suas portas abertas a partir do dia 19 de Setembro, com dois dias apenas de culto sábados e domingos, com o uso de máscaras e bastante ventilação com 50% dos fiéis.

Retomam a partir do mês de Outubro as aulas suspensas no passado 20 de Março diante ao primeiro contágio da covid-19 registada no país. As instituições de ensino deverão criar as condições de biossegurança, desde o uso obrigatório das máscaras, testagem dos agentes educativos, distanciamento social e proibição de utilização dos espaços públicos das instituições escolares.

Com horário limite de até 21 horas, reabrem de igual modo as salas de cinema a partir desta quarta-feira (09), observando as medidas de biossegurança e presença de 50% do pessoal.

Para os restaurantes e espaços similares, o horário limite passa a ser até às 22 horas, enquanto que os estabelecimentos comerciais passam até às 20 horas apreciando o distanciamento social, e os mercados estarão abertos de terça-feira à sábado.

Fica suspensa a limitação nas deslocações de táxis e mototaxistas, com 50% da lotação em Luanda o que mudará no mês de Outubo com o aumento para 75% como nas outras províncias, os automobilistas são livres de usar ou não a máscara facial no interior da sua viatura.

O país conta agora com 3.033 casos confirmados sendo 124 óbitos, 1.215 recuperados, 1.694 activos dentre os quais 3 em estado crítico sob ventilação mecânica invasiva, 19 graves, 48 moderados e 42 leves.

PUB

Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *