Reino Unido anuncia que só vai quitar agora as dívidas contraídas na Primeira Guerra Mundial


Cem anos depois do início da Primeira Guerra Mundial, o Reino Unido se prepara para, finalmente, quitar as dívidas contraídas durante o conflito. Segundo o ministro das Finanças britânico, George Osborne, o país pagará 1,9 bilhão de libras (cerca de US$ 3 bilhões) restantes em março do ano que vem.

Reino Unido

O anúncio — feito durante o tradicional discurso de outuno, feito pelo ministro das Finanças — ocorre após Osborne já ter previsto, em outubro, o pagamento de 218 milhões de libras dos chamados “fundos consolidados”, emitidos em 1927 por Winston Churchill, em parte para refinanciar os chamados Títulos Nacionais da Guerra, que por sua vez foram emitidos em 1917.

iPixel – Normal

Segundo a BBC, mais de 120 mil investidores britânicos detém os papéis da guerra. A expectativa é que sejam beneficiados fundos de investimento, mas também cidadãos que herdaram os títulos. Segundo a BBC, o governo já pagou 5,5 bilhões de libras desde 1917.

De acordo com o jornal “The Telegraph”, a ideia do governo é aproveitar juros menores para refinanciar a dívida com novos títulos, facilitando o pagamento. Em comunicado, Osborne aproveitou o momento para passar a mensagem de credibilidade fiscal ao mercado.

“Esse é o momento para a Grã-Bretanha se orgulhar. Podemos, finalmente, pagar os débitos incorridos para lutar na Primeira Guerra. É um sinal de nossa credibilidade fiscal e um bom negócio para essa geração de contribuintes”, afirmou o ministro.

Durante a guerra, investir em títulos para financiar as tropas inglesas era uma das formas de propaganda usadas pelo governo. Há registros de cartazes com dizeres como “Você compra títulos da guerra, nós fazemos o resto” e “Abasteça as armas”.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *