Presidente do Malawi corta 10% no seu salário e do seu gabinete para combater covid-19


257 partilhas

O Presidente do Malawi e o seu gabinete vão sofrer um corte salarial de 10% e o dinheiro será direccionado para a luta contra o coronavírus, afirmou no último sábado (4) de Abril, Peter Mutharika, chefe de Estado do país africano, ao anunciar um pacote de estímulos num discurso na televisão estatal.

Mutharika anunciou uma série de medidas destinadas a reduzir o impacto da covid-19 nas pequenas e médias empresas, incluindo benefícios fiscais, uma redução dos preços dos combustíveis e um aumento dos subsídios de risco para os trabalhadores do sector da saúde.

Ordenou também a abertura dos mercados do tabaco e a autorização de operar sem perturbações para proteger os pequenos agricultores e reforçar as receitas em divisas estrangeiras. O tabaco é a principal fonte de moeda estrangeira deste país da África Oriental, vizinho de Moçambique.

Entre outras medidas, Peter Mutharika deu instruções ao Banco de Reserva do Malawi para permitir que os bancos ofereçam uma moratória de três meses sobre os pagamentos de juros dos empréstimos às pequenas e médias empresas.

 

Publico


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

257 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *