Quantcast

Ex-presidente da Coreia do Sul condenada a 24 anos de prisão por corrupção

0
Campanha Dstv Liga dos Campeões

A ex-presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, foi condenada nesta sexta-feira (6), por um tribunal de Seul a 24 anos de prisão pelo seu envolvimento no caso de corrupção da “Rasputina”, que culminou com sua cassação em janeiro de 2017.

Park Geun-hye, ex-Presidente da Coreia do Sul, foi condenada nesta sexta-feira a 24 anos de prisão, depois de ter sido considerada culpada de corrupção, abuso de poder e coerção.

A ex-chefe de Estado sul coreana, de 66 anos, foi declarada culpada pelo tribunal de Seul de várias acusações de abuso de poder, coação e suborno, no quadro do processo de corrupção que levou à destituição do cargo em janeiro de 2017. A ex-Presidente coreana também foi multada no valor de 18 mil milhões de won, cerca de 13 milhões de euros,

A sentença, que foi transmitida pela televisão, considera que a ex-presidente e a amiga Choi Soon-sil, conhecida como “Rasputina”, foram responsáveis pela criação de uma vasta rede de favorecimentos tendo extorquido empresas como a Samsung, Hyunday e Lotte.

Park Geun-hey está em prisão preventiva desde março de 2017, tendo o Ministério Público pedido uma sentença de 30 anos de cadeia e o pagamento de 90 milhões de euros.

Deixe a sua opinião!

Partilhe.