É oficial: Mulher sul-africana não deu à luz dez bebês e sofre sanção pela mentira


A sul-africana Gosiame Thamara Sithole, de 37 anos que disse ter dado à luz dez bebês no passado dia (07) de Junho, quebrando deste modo o recorde mundial de múltiplos nascimentos, foi detida e está internada em uma ala psiquiátrica de um hospital público, na África do Sul por ter inventado a história. 

As dúvidas da sua gravidez de “sete meninos e três meninas”, surgiram quando o suposto pai, Teboho Tsotetsi, disse não acreditar na existência dos dez filhos, por não ter acesso aos bebés mesmo após fazer várias tentativas de vê-los.

Publicidade

Além disso, quando as crianças supostamente nasceram, o hospital não confirmou a informação e o Diretor Geral de comunicação do governo sul-africano, Phumla Williams, disse que não conseguiu contacto com a família. Mas, segundo as investigações oficiais sobre o caso concluídas nesta quarta-feira, (23), Sithole ‘não deu à luz bebés nos últimos tempos’, tratando-se de uma fraude. A jovem é apenas mãe de gémeos.

Sithole, encontra-se internada em uma ala psiquiátrica de um hospital público, na África do Sul para a realização de vários exames médicos para determinar seu estado de saúde, de acordo com a Lei de Saúde Mental.

O governo também anunciou uma ação legal contra Piet Rampedi, o editor de notícias que primeiro cobriu a história com o Pretoria News, que manteve o relatório e acusou o governo de um ‘encobrimento’ quando questionou se a história era verdadeira.

Com a notícia do nascimento dos 10 bebês chegou-se a acreditar que a sul-africana tinha se tornado a mãe com maior número de crianças nascidas em um único parto, o que não se confirmou. Actualmente, o recorde pertence à Halima Cissé, do Mali, que teve nove filhos de uma vez em uma clínica do Marrocos.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *