Mulher é detida após manter assaltante em sua residência por sete dias


Uma mulher de 44 anos foi detida no domingo, 23 de Janeiro, no municipio de Cacuso, província de Malanje, pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC), acusada de manter em cárcere privado e queimar com gasolina um assaltante que invadiu a sua residência. 

Segundo o responsável pela comunicação do SIC Malanje, tiveram contacto com a ocorrência após uma denúncia anónima que fazia referência a uma situação de cárcere privado e torturas. A vítima de 27 anos, está em estado crítico no Hospital Municipal de Cacuso.

Publicidade

A acusada argumentou durante os interrogatórios que a vítima já tinha entrado em sua casa outras vezes mas desta vez o crime falhou porque foi apanhado em flagrante.

Os efectivos do SIC deslocaram-se ao local indicado onde encontraram o jovem fechado num quarto em estado de saúde debilitado devido as queimaduras nos membros inferiores com recurso a gasolina. A cidadã detida será presente ao magistrado do Ministério Público para procedimentos subsequentes.