Morte de menina de 13 anos ajuda salvar várias outras vidas


68 partilhas

Doação de órgãos internos de uma menina britânica de 13 que faleceu de aneurisma cerebral, permitiu com que oito vidas fossem salvas, dentre os beneficiários encontram-se cinco crianças. 

Morte de menina de 13 anos ajuda salvar várias outras vidas

Trata-se da Jemima Layzell, de Somerset (Reino Unido), que perdeu a vida em 2012, e consequentemente os pais da pequena Jemima autorizam a doação de seus órgãos internos de modo a ajudar outras pessoas que necessitavam dos mesmo para poderem voltar a respirar, os órgãos foram usados da melhor forma segundo avançou o “Sistema de Saúde Britânico, o NHS” que de acordo com a imprensa internacional, as referidas informações foram divulgadas apenas nos primeiros dias deste mês de Setembro.

Depois dos pais terem permitidos este acto de caridade, o coração, o pâncreas, os pulmões, os rins, o intestino delgado e o fígado de Jemima, foram suficiente para salvar oito vidas de pessoas que a mesma nem chegou de conhecer. A menina morreu no Hospital Infantil de Bristol, na Inglaterra, quatro dias depois do aniversário da mãe.

O Departamento de Sangue e Transplantes do NHS assegurou que nenhum outro doador tinha ajudado tanta gente antes. Recorde-se que uma doação pode alcançar até 2,6 transplantes – portanto, o número de oito vidas salvas é muito incomum.

 

 

 

 

 

 

 Por: Garcia Alberto


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

68 partilhas