Morre aos 75 anos, Kundi Paihama vítima de doença prolongada


Morreu na madrugada desta sexta-feira (24) de Julho, o deputado a Assembleia Nacional, ex- Ministro da Defesa e governador do Cunene,  Kundi Paihama vítima de doença prolongada, segundo revelou fontes próximas a família.

Sobre a morte de Kundi Paihama, a vice-presidente do partido no poder disse que o MPLA perde “um intrépido militante defensor de causas nobres que sempre serviu a pátria com muita dedicação e determinação”.

Publicidade

“Angola perde um exímio nacionalista e político, que sempre desempenhou com zelo e abnegação e espírito patriótico as funções que lhe foram confiadas”, referiu Luísa Damião em declarações à RNA.

Nascido a 12 de Dezembro de 1944 na província da Huíla, Kundy Paiahma foi uma das mais importantes figuras do MPLA nas últimas quatro décadas, tendo exercido o seu primeiro cargo, de coordenador nas províncias do Huambo e Bié em 1976/1979, Governador provincial do Cunene, Ministro da Segurança do Estado, e em meados da década de 90 foi ministro da Defesa Nacional tendo se destacado como a figura que prometeu partir a “espinha dorsal” do então líder rebelde da UNITA, Jonas Malheiros Savimbi para pôr termo o conflito armado.

Exerceu também o mandato de deputado à Assembleia Nacional, pelo Grupo Parlamentar do MPLA, e foi membro do Comité Central do mesmo partido.

Nos últimos anos, o general dedicou-se a vários negócios, entre os quais a Plurijogos, concessionária de casinos, e o Banco Angolano de Negócios e Comércio (BANC), que viu a sua licença retirada pelo Banco Nacional de Angola por “graves problemas técnicos”, colocando a instituição em “falência técnica”.

 


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *