Jovem de 20 anos espancado até à morte


Recentemente, um episódio reprovável de justiça por mãos próprias, marcou a vida de moradores  do bairro Sapu 2, Distrito Urbano da Cidade Universitária, quando, o cadáver de um cidadão foi encontrado, numa lixeira, após espancamento.

Fontes no local informaram à imprensa que o jovem, de aparentemente 20 anos, foi espancado até à morte depois de ter sido encontrado no interior de uma residência, onde supostamente pretendia cometer assalto.

Antes de ser agredido, a vítima, com nome por identificar, foi surpreendido pelos proprietários da residência, escondido no quintal, depois de ter escalado o muro. Após interrogatório, o suposto assaltante terá confessado que invadiu o imóvel para furtar, o que motivou os proprietários a partirem para a agressão.

Os gritos do suposto assaltante despertaram a vizinhança, que, por sua vez, se juntou aos proprietários da moradia para agredir o jovem, até este perder os sentidos.

Na sequência, o jovem foi levado desacordado para parte incerta pelos seus algozes, e dois dias depois foi encontrado sem vida, num amontoado de lixo, a escassos metros da mesma rua onde terá ido roubar.

Para melhor esclarecimento do caso, efectivos do Serviço de Investigação Criminal (SIC) dirigiram-se, na manhã de ontem, à rua onde se desenrolaram os factos e detiveram três cidadãos, por suspeita de agressão e homicídio do suposto assaltante.

Fonte do SIC, afecto ao Comando Municipal de Talatona, disse ao JA que entre os detidos constam os proprietários da residência (mãe e filho)  e um vizinho que terá participado do linchamento.

“O normal era neutralizar o suposto assaltante e pedir auxílio da Polícia, mas preferiram a justiça por mãos próprias”, mencionou.

PUB

Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *