INADEC apreende mais de 2500 sacos de farinha em estado impróprio para o consumo


Em parceria com o Serviço de Investigação Criminal (SIC), o Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC), em Benguela, impediu recentemente a comercialização de 2.700 sacos de farinha de trigo em mau estado de conservação, num armazém da cidade do Lobito.

De acordo o Director do INADEC naquela província, Manuel Furtado, a apreensão do produto resultou de uma acção de fiscalização que o INADEC leva a cabo nas principais superfícies comerciais e armazéns da província. “Em alguns sacos de farinha de trigo foram detectados gorgulhos e noutros larvas, pelo que se torna impróprio para o consumo humano”, sublinhou.

Publicidade

Ainda este ano, foram retiradas do circuito comercial cerca de duas toneladas de produtos diversos com as datas de caducidade adulteradas, com destaque para os sumos Compal de 1 litro e de 200 mililitros, assim como iogurtes Pascoal, margarina Rama e chouriços de marca corrente, conforme fez saber.

“O INADEC, em parceria com o Serviço de Investigação Criminal (SIC), está a trabalhar no sentido de prevenir e punir eventuais crimes económicos. Aos prevaricadores não são, apenas, movidos processos administrativos, culminando em multa, também enfrentam a justiça pelo incumprimento das regras do comércio”, afirmou.

Nesta fase da quadra festiva, grande parte dos comerciantes encarecem os preços dos produtos de maior procura para a obtenção de lucro indevido, em prejuízo do consumidor. Assim senso, Manuel Furtado garantiu ser do interesse das autoridades tornar o processo de compra e venda de bens e serviços facilitados nestes dias de  festa natalina e de passagem de ano.

 


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *