“Grande Moagens de Angola não tem qualquer participação do Estado Angolano no seu capital social”, garante empresa


79 partilhas

Depois do Jornal Expresso ter divulgado a notícia de que toma conta que empresas como Biocom, Grandes Moagens, CFI, Média Nova, Barragens das Mabubas e Lomaum estão entre as que poderão ir parar às mãos do Estado, em uma nota de imprensa submetida ao AngoRussia recentemente, a GMA esclarece que não existe nenhuma participação do Estado Angolano no seu capital social, nem a empresa foi constituída com nenhum tipo de garantias do Estado Angolano. 

"Grande Moagens de Angola não tem qualquer participação do Estado Angolano no seu capital social", garante empresa

Ainda de acordo com a nota,  existe um contrato de financiamento junto do Banco de Desenvolvimento de Angola e cujo plano de amortizações tem sido escrupulosamente cumprido pela GMA, bem na altura em que foi inaugurada. Este acordo estabelecido entre a GMA e o BDA é idêntico a outros planos de financiamento disponibilizados a outras empresas angolanas pelo BDA e rege-se no estrito âmbito das relações comerciais entre um banco e uma empresa.

A GMA contratualizou com o BDA um contrato de financiamento que teve o mérito de ser apoiado por se tratar de um projecto estruturante para a economia angolana, num sector fundamental, e que está em linha com o esforço de diversificação da economia nacional, esforço esse que é partilhado pelos accionistas e demais colaboradores da GMA.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

79 partilhas

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *