Governo angolano procura supostas crianças vulneráveis noticiadas pelo canal SIC


O Governo angolano solicitou, esta quarta-feira (29) de Julho, a colaboração das pessoas que tenham informações sobre o paradeiro de supostas crianças em estado grave de saúde, confinadas num centro, no distrito urbano da Estalagem, município de Viana, em Luanda.

A denúncia sobre a situação das referidas crianças foi feita por um cidadão angolano a cadeia televisiva portuguesa SIC, à qual alegou que os petizes aparentam ter um quadro de desnutrição grave e alto grau de vulnerabilidade social, estando completamente desprotegidas.

Publicidade

Conforme a peça, o local alberga aproximadamente 200 crianças e alguns adultos, grande parte deles com doenças infecciosas, como sarna e tuberculose.

Na matéria da cadeira televisiva, o denunciante não especifica o suposto local em que se encontram as crianças, mas reitera que passam extrema dificuldade.

Entretanto, o Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social declarou esta quarta-feira, em comunicado, que os dados em posse do Governo Angolano revelam que, em princípio, “tal situação não corresponde à verdade”.

Por isso, apela à estação televisiva para partilhar com as autoridades angolanas as informações de que tenha conhecimento, a fim de facilitar a localização das crianças, para que sejam salvas.

Nesta quarta-feira, uma delegação multissectorial, integrada pelas ministras da Saúde e da Família e Promoção da Mulher, por agentes dos Serviços de Investigação Criminal (SIC) e quadros do Ministério da Justiça e Direitos Humanos esteve no local denunciado na peça.

Apesar das diligências, o suposto centro não foi localizado.

 

Angop


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *