Ex-presidente José Eduardo dos Santos confirma ter autorizado a transferência dos 500 milhões de dólares


De acordo com a carta enviada ao Tribunal Supremo, no passado dia (06) de Fevereiro Ex-presidente José Eduardo dos Santos, esclareceu nesta terça-feira (18) de Fevereiro, que a autorização para a transferência dos valores não foi feito de forma oculta como agora se pretende fazer crer, que tudo foi feito no interesse público.

José Eduardo dos Santos, Ex-Presidente da Republica esclareceu ainda de que só não assinou o contrato porque na data prevista os representantes do Sindicato Bancário que disponibilizaria o financiamento de 30 milhões de dólares não apareceu na audiência realizada no Palácio. Motivo este que orientou Valter Filipe para que comunicasse ao seu sucessor, Presidente João Lourenço, sobre a aludida linha de financiamento para que decidisse se pretendia dar sequência ou não.

Publicidade

A solicitação para ouvir José Eduardo dos Santos foi pedida pela defesa do arguido Valter Filipe, ex-governador do BNA, que está a ser julgado com os coarguidos José Filomeno dos Santos, filho de José Eduardo dos Santos e antigo presidente do Fundo Soberano de Angola, o empresário Jorge Gaudens Sebastião e o diretor do departamento de gestão de reservas do BNA, António Samalia Bule Manuel.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *