Ex-modelo acusa Donald Trump de abuso sexual


Segundo ex-modelo norte-americana Amy Dorris, em entrevista para o jornal “The Guardian”, o abuso aconteceu durante o US Open de 1997, quando o actual presidente dos EUA, Donald Trump, teria invadido o banheiro feminino do camarote para beijá-la à força e tocá-la em suas partes íntimas. 

A mulher contou que entrou no banheiro feminino do camarote das celebridades, e que Donald entrou logo depois e agiu rapidamente, trancando os dois em uma cabine. Então, teria forçado um beijo e passou a tocar suas partes íntimas.

Publicidade

“Ele colocou a língua na minha garganta e eu o empurrei, mas ele reagiu forçando ainda mais, e eu tentei me afastar, mas ele agarrou minha bunda e meus seios”, começou por relatar a ex-modelo, que na época tinha 24 anos, enquanto Trump tinha 51 e estava em seu segundo casamento, com a actriz Marla Maples.

Dorris, lembra ainda que chegou de sentir que estava a ser violentada, e não sabia como fugir da situação. “Eu não fiz nada para encorajá-lo a me tocar”.

Ainda questionada sobre por que guardou silêncio durante tanto tempo, a ex-modelo afirmou que não sabia como fazê-lo, e que também se sentia intimidada pelo fato de que outras mulheres já haviam denunciado o mesmo por agressão sexual e terminaram sendo rotuladas de mentirosas.

“Estou cansada de vê-lo fingir e ficar impune. Talvez eu termine sendo chamada de mentirosa também, mas não tenho mais medo”, disse.

Por meio de seus advogados, Donald Trump negou todas as acusações de Amy Dorris e que se fez o tal ataque no banheiro do camarote, outras pessoas teriam presenciado os atos. Os advogados também alegaram que a acusação pode ter motivação eleitoral, devido à campanha presidencial nos Estados Unidos na qual Trump tenta sua reeleição.


Gostou? Partilhe com os teus amigos!

0 Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *