Estudantes universitários suplicam ao INAGBE prorrogação da data de candidatura


Vários estudantes universitários angolanos que viram frustradas as suas intenções de se candidatar as bolsas de estudo internas, solicitam a direcção do Instituto Nacional de Gestão de Bolsas de Estudo (INAGBE), a prorrogação do período de candidatura das mesmas.

Os mesmos apontam diversos motivos que os impediu de se candidatar as vagas disponíveis. Os estudantes destacam o mal funcionamento do site durante uma semana, o atraso das instituições de ensino na entrega das declarações de frequência, bem como o facto da direcção do INAGBE ter disponibilizado um aplicativo que não está disponível para Andróids.

Publicidade

Por meio de uma publicação feita no perfil do Facebook do Instituto Nacional de Gestão de Bolsas de Estudo, onde anunciava-se a prorrogação de validação da renovação das bolsas de estudo internas, para 17 de Dezembro do corrente ano, os estudantes aproveitaram, solicitar que o mesmo aconteça para as candidauras.

“Prorroguem também o período da candidatura, o site(APP) não está a funcionar desde a semana passada”, escreveu um estudante.

“Te pedem Atestado de pobreza e te disponibilizam um APP que não está disponível em sistemas Andróids. Será que os pobres(carenciados) deste país têm computadores?”, contestou outro.

Um outro estudante reforçou ” O portal (aplicativo) não está em bom funcionamento, e as instituições no caso da minha só acabaram de entregar hoje às declarações de frequência, até aqui não estamos a conseguir fazer a candidatura.

“Ainda estamos esperando que prorroguem também as candidaturas. Nós também temos o direito de uma segunda chance, colocamos dinheiro no cofre do Estado com a finalidade única de se inscrever à bolsa. Somos pobres como tantos porém com vontade de estudar, e apesar da vida parecer difícil e de nossas famílias não terem muito para nós, conseguimos o pouco para tratar as declarações que vocês pediram e tudo a tempo e nos parâmetros por vocês estabelecidos. Queremos nos candidatar, queremos também ter acesso a bolsa. Queremos viver sabendo que os miseráveis Kwanzas dos nossos pais que depositamos nas vossas contas não foi em vão”, lê-se em um comentário.

“E para a candidatura? Gostaria que também prorrogassem, eu tentei ontem veio tempo excedido, hoje abriu ao adicionar instituição nada. O povo pede”, clamou.